Otorrino Paulista

Veja como é feita a rinoplastia estruturada e quando ela é indicada

Já pensou em arrebitar a ponta, modelar o dorso ou diminuir o tamanho do nariz? A insatisfação com essa parte do corpo afeta muitas pessoas, afinal, as narinas ficam justamente no rosto, nosso cartão de visita. Mas como você deve saber, existe cirurgia para corrigir essas imperfeições: chama-se rinoplastia estruturada.

Desenvolvida nos anos 1990 nos Estados Unidos, esse tipo de rinoplastia surgiu com o objetivo de diminuir os casos de alterações nasais anos depois do procedimento. Antes dela, havia outras técnicas cirúrgicas cujos resultados no longo prazo não eram animadores. Agora, os ganhos estéticos são muito maiores.

Neste artigo, vamos explicar o que é rinoplastia, quais são os tipos, como é feita a cirurgia, quais são as suas vantagens e para quem é recomendada. Acompanhe!

O que é rinoplastia e quais são os tipos?

A rinoplastia é uma cirurgia de pequeno porte feita para remodelar as narinas — parte cartilaginosa e óssea. Além do fim estético, o procedimento também ajuda as pessoas que têm dificuldade para respirar. Sendo assim, ele garante a harmonia do nariz e auxilia na solução de problemas nasais ao mesmo tempo.

Existem dois tipos de rinoplastia, a estruturada e a redutora. Saiba, agora, sobre cada uma delas!

Rinoplastia estruturada

A rinoplastia estruturada é um procedimento moderno, logo, é o mais recomendado pelos cirurgiões plásticos. Os ligamentos nasais são descontinuados, e as estruturas ósseas e cartilaginosas são diminuídas e moldadas. Quem deseja aumentar o tamanho do nariz também pode passar por esse tipo de intervenção cirúrgica.

Nesse método, o médico aplica enxertos da cartilagem do próprio paciente, os quais provêm das costelas, das orelhas ou do próprio nariz. Eles são moldados e servem como suporte e reforço à estrutura nasal formada logo após a realização da cirurgia, ou seja, são usados como vigas de sustentação.

Vale ressaltar que a rinoplastia estruturada permite também a execução de pontos de fixação das cartilagens para a reconstrução de ligamentos. Isso reduz bastante a possibilidade de ocorrer qualquer alteração posteriormente. Ademais, esse tipo de intervenção apresenta menos chances de rejeições, o que comprometeria os resultados.

Rinoplastia redutora

Como o próprio nome sugere, a rinoplastia redutora é uma técnica cirúrgica que visa à redução das estruturas nasais. O objetivo é ajustar o nariz ao formato desejado e às necessidades do paciente. Porém, esse é um método mais antigo e menos realizado devido aos problemas funcionais e estéticos que podem resultar dele.

A intervenção cirúrgica também envolve a descontinuidade dos ligamentos das cartilagens, seguido da modelagem do esqueleto nasal. Se o paciente desejar e o médico considerar necessário, uma porção do osso e da cartilagem é eliminada. Mas como dissemos, o procedimento é pouco executado devido aos riscos.

Com o passar do tempo, podem ocorrer:

Como é feita a cirurgia de rinoplastia estruturada?

A rinoplastia estruturada é considerada uma cirurgia simples. Porém, é fundamental procurar por um consultório especializado de renome antes de realizar o procedimento, passar pelas avaliações necessárias e seguir à risca as recomendações do médico. A intervenção cirúrgica envolve os seguintes passos:

  • readequação das estruturas ósseas e cartilaginosas de acordo com a solicitação do paciente (é possível diminuir ou aumentar o nariz);
  • interrupção dos ligamentos cartilaginosos, a fim de esculpir o nariz, conforme o planejado;
  • aplicação de enxertos para reforçar a estrutura do nariz, permitindo a criação de vigas de sustentação. Assim, as estruturas nasais podem ser moldadas pelo cirurgião;
  • pontos de fixação na cartilagem com o objetivo de refazer os ligamentos e, desse modo, reduzir os riscos de alterações no nariz após a cirurgia.

Vale lembrar que os enxertos utilizados na rinoplastia estruturada são autólogos, ou seja, retirados do corpo do próprio paciente (nariz, orelhas, costelas). Por esse motivo, as rejeições depois do procedimento são quase nulas. Os resultados, por sua vez, costumam satisfazer completamente quem passa pela cirurgia.

Quais são os benefícios desse tipo de cirurgia?

Embora seja mais invasiva quando comparada com a técnica redutora, a rinoplastia estruturada evita problemas e desconfortos ocasionados com o passar do tempo. São eles:

  • cicatrizes na região nasal (fibroses);
  • peso da pele;
  • redução da força das cartilagens devido ao envelhecimento natural;
  • problemas respiratórios decorrentes da diminuição das vias aéreas;
  • trauma resultante da cirurgia.

Todos esses eventos contribuem para que aconteçam deformações nas estruturas nasais modeladas pelo cirurgião. Portanto, a rinosplastia estruturada é indicada para que os resultados da cirurgia não sejam comprometidos no longo prazo. Tal ocorrência poderia afetar não só a imagem do paciente, como também a sua autoestima.

Esse tipo de intervenção cirúrgica requer a separação da pele e das estruturas cartilaginosas e ósseas, a fim de simplificar a manipulação do cirurgião no momento do procedimento. A técnica oferece as seguintes vantagens:

  • simetria ao modelar ossos e cartilagens;
  • fortalecimento da estrutura nasal, devido aos enxertos e aos pontos de fixação;
  • melhora na respiração — nos casos em que a rinoplastia é associada a outros métodos cirúrgicos (desvio de septo nasal ou hipertrofia dos cornetos).

Quem pode realizar a rinoplastia?

Garantindo excelentes resultados, a rinoplastia estruturada pode ser feita por homens e mulheres a partir de 15 anos. Pessoas acima de 60 anos também podem realizá-la, porém, os cuidados precisam ser redobrados. Elas devem passar por uma avaliação rigorosa e fazer exames específicos, de acordo com recomendação médica.

É importante destacar, entretanto, que os idosos têm a pele alterada pelo envelhecimento. Ela geralmente é mais grossa, e a cartilagem mais enfraquecida. Sendo assim, é fundamental conversar com o médico a respeito da viabilidade da cirurgia e estar ciente dos resultados possibilitados pelo procedimento nessa fase da vida.

E então, tirou suas dúvidas sobre a rinoplastia estruturada? Se você considera o seu nariz pequeno ou grande demais ou, ainda, precisa fazer alguma cirurgia do nariz (correção de septo, por exemplo) e quer aproveitar para remodelá-lo, converse com o médico especializado. Afinal, poucas coisas fazem tão bem quanto estar feliz com a própria imagem.

Se você tem interesse na técnica de rinoplastia estruturada e deseja saber mais detalhes, entre em contato com o consultório Otorrino Paulista que nossos especialistas estão prontos para responder às suas questões!

Compartilhe !

Agendar consulta
1
Agendar consulta
Olá! Quer ter mais informações para agendar sua consulta?