Otorrino Paulista

Saiba como é feito e para que serve o exame de audiometria

Está com dificuldade para compreender o que os outros dizem ou ouvir o som da televisão? Talvez você esteja com algum problema de audição. A melhor maneira de descobrir a causa desses sintomas é por meio do exame de audiometria, que é capaz de medir sua capacidade auditiva. Já ouviu falar nele?

Antes de mais nada, é preciso ressaltar que os nossos ouvidos precisam ser examinados regularmente, pois determinados problemas não são percebidos de imediato. Portanto, quanto mais cedo eles forem descobertos, maiores são as chances de revertê-los. Dito isso, saiba que o teste audiométrico é um meio eficaz para identificar diferentes graus de perda de audição.

Neste artigo, vamos explicar o que é o exame de audiometria, qual a sua importância, quais os tipos, para quem é recomendado e de que forma é feito. Entenda!

O que é exame de audiometria?

O exame de audiometria é um teste para avaliar a capacidade para ouvir sons. Logo, quem sente dificuldade auditiva precisa procurar o médico para realizá-lo. Um sinal de perda de audição é a necessidade de aumentar bastante o volume da televisão para compreender o que é falado.

Tal avaliação também é feita para complementar os demais diagnósticos, como infecções e traumas. No caso de serem encontradas alterações, é preciso recomendar medidas de prevenção ou realizar tratamentos para controlar ou reverter o quadro. Em determinadas situações, o especialista indicará o uso de aparelho auditivo.

Por que esse exame é importante?

O resultado do exame de audiometria, em geral, é apresentado em um audiograma, ou seja, um gráfico que indica as respostas do paciente diante dos sons emitidos. Esse tipo de teste é de fundamental importância, uma vez que:

  • identifica casos de perda auditiva e ajuda a estabelecer a necessidade ou não de utilizar aparelho, bem como o modelo mais apropriado para cada pessoa;
  • auxilia no diagnóstico e no prognóstico mais adequados, levando em conta que a dificuldade para ouvir é oriunda de diferentes causas;
  • ajuda na definição do melhor método de prevenção, a fim de evitar complicações do quadro;
  • detecta problemas nem sempre notados, especialmente em crianças na fase pré-escolar ou escolar que apresentam baixo rendimento devido à deficiência na audição.

Quais são os tipos de exames audiométricos?

Existem dois tipos de exames audiométricos, o tonal e o vocal. Saiba sobre eles!

Audiometria tonal

Faz a análise das respostas a tons puros, exprimidos em diferentes frequências — entre 125 e 8.000 Hz —, a fim de identificar o nível e o tipo de perda auditiva. Feito por via óssea ou aérea comum, depende exclusivamente do retorno do paciente diante dos estímulos auditivos.

Nesse tipo de exame, é possível determinar os limites auditivos inferior e superior do indivíduo, ou seja, o grau mínimo de intensidade sonora demandada para que o tom puro seja notado metade das vezes em que for exprimido para cada frequência.

Audiometria vocal

Realiza a avaliação da capacidade de o paciente compreender a voz humana e de diferenciar determinados sons. Nesse caso, eles são emitidos por meio de auscultadores e têm intensidades distintas. O exercício requer a repetição de palavras proferidas pelo examinador, diante da qual são analisadas a percepção e a compreensão vocais.

Para quem o teste é recomendado?

O exame de audiometria é aconselhado para todas idades, e não apenas para os idosos. De fato, o público que chega à terceira idade pode apresentar dificuldades auditivas percebidas principalmente por quem faz parte do seu círculo de convivência. Exemplos disso é ter de falar mais alto ou aumentar o volume da televisão para possibilitar a compreensão dos sons.

No entanto, o teste audiométrico também precisa ser realizado por pessoas de outras idades e em situações específicas. A saber:

  • crianças que têm dificuldade para aprender e se concentrar em suas atividades e apresentam baixo rendimento escolar;
  • pessoas que sofrem de zumbido e tontura, além de sensação de ouvido tampado. Nesse caso, é importante procurar um otorrinolaringologista de imediato para investigar as causas do problema;
  • profissionais que atuam em funções nas quais lidam com ruídos altos ou constantes, como atendentes de telemarketing e encarregados de maquinários.

Como é feito o exame de audiometria?

Comumente, o exame de audiometria não exige preparação prévia, tampouco descontinuidade de remédios em uso. Porém, em determinadas situações, a orientação é evitar a exposição a ruídos altos e frequentes nas 14 horas que antecedem o teste. Simples e indolor, o exame é feito por um otorrinolaringologista ou fonoaudiólogo e dura cerca de 40 minutos.

Em crianças, a orientação é utilizar técnicas e práticas especiais, além de uma tabela de valores específica. Por esse motivo, um especialista em atender o público infantil, como um otorrinopediatra, é o profissional mais indicado. Essa é uma maneira segura de obter um diagnóstico acertado para seguir com o tratamento correto.

Detalhes sobre o teste audiométrico

O paciente dirige-se a uma cabine acústica para o isolamento de sons ambientes, de onde é observado pelo examinador por meio de uma parede de vidro. A comunicação entre ele e o médico ocorre por um fone de ouvido conectado a um pequeno microfone. Assim, é possível ouvir os sons emitidos do lado de fora e responder a eles com gestos antecipadamente combinados (erguer uma das mãos, por exemplo).

Se o teste for vocal, o paciente deverá repetir as palavras exprimidas pelo examinador. Por sua vez, caso seja tonal, as percepções serão medidas por via aérea comum ou óssea — nessa situação, um vibrador é posicionado sobre o osso mastoide, a fim de evidenciar a captação do sentido.

A escala de medição auditiva é feita em decibéis (dB) — o resultado de 25dB (ou até menos) aponta uma audição normal. Quando a pessoa passa a ouvir somente a partir dos 50dB, a perda auditiva é diagnosticada. A situação piora conforme o dB aumenta — grau moderado (entre 55 e 70dB), severo (entre 75 e 90dB) e profundo (acima de 90dB).

Agora você sabe como é feito e para que serve o exame de audiometria. Para que o teste seja realizado de maneira segura e apropriada, é fundamental optar por um profissional gabaritado e de confiança. Por isso, se precisar fazê-lo, procure por uma clínica renomada, que tenha condições de oferecer o melhor da medicina na atualidade.

Está precisando agendar uma consulta médica? Entre em contato com o consultório Otorrino Paulista e conheça já os nossos benefícios! Sua saúde agradece.

Compartilhe !

Agendar consulta
1
Agendar consulta
Olá! Quer ter mais informações para agendar sua consulta?
Powered by