Otorrino Paulista

Você sabe o que é cerume? Veja quando se torna um problema

O organismo humano sempre encontra formas de se proteger de situações e agentes ofensivos — com nossos ouvidos não é diferente. Para se livrar de infecções e traumas, esses órgãos produzem uma substância chamada cerume. Por falar nisso, você sabe o que é cerume?

Popularmente, o termo é conhecido como cera no ouvido. Ao contrário do que muitas pessoas imaginam, o cerume não é um problema, afinal de contas, mantém sadia a nossa audição. Contudo, a produção irregular dessa substância merece atenção.

Saiba, neste artigo, o que é cerume e quais são as causas, os sintomas e os fatores de risco da produção exacerbada de cera no ouvido, bem como as formas de removê-la e evitá-la!

O que é cerume?

O cerume é uma substância gerada pelas glândulas sebáceas, situadas no ouvido externo, a qual é formada por descamação de pele e secreções celulares. De cor amarelada ou marrom escura e textura pastosa, ele é resultado do processo de limpeza realizado pelo próprio órgão.

Composto por enzimas e pH baixo, o cerume lubrifica e protege o canal auditivo, de modo a evitar traumas e infecções por microrganismos. Na maior parte dos casos, tal substância é naturalmente expelida. Entretanto, ela também pode se concentrar no ouvido, o que leva à formação de rolhas.

O excesso de cera na região gera um grande desconforto e representa um perigo, pois é uma das causas de perda auditiva. Por esse motivo, a qualquer indício de que há algo errado com o seu ouvido, o médico deve ser procurado de imediato para o correto diagnóstico e a remoção da substância.

Quais são as causas da produção irregular de cera no ouvido?

Agora, sim, você sabe o que é cerume, mas afinal, quais são as causas da produção anormal da substância no canal auditivo. Entenda!

Desequilíbrio entre produção e eliminação

O descompasso entre a geração de cera no ouvido e a sua expulsão natural resulta no acúmulo da substância. Isso explica a formação de rolha de cerume em algumas pessoas.

Obstrução do orifício auditivo

A grande quantidade de cerume é decorrente, ainda, do uso de fones e protetores, os quais obstruem o orifício auditivo. Além disso, as hastes flexíveis com algodão na extremidade empurram a substância para o interior do ouvido e favorecem a sua concentração. Se o uso de hastes flexíveis ocasiona a formação de rolha de cera nos ouvidos, então, como limpá-los corretamente? Na verdade, o próprio cerume encarrega-se da limpeza desses órgãos.

Sendo assim, a cera produzida pelo canal auditivo tende a secar e desprender-se ao entrar em contato com o pó suspenso no ambiente. Contudo, quando notamos a presença excessiva da substância na região mais externa, podemos removê-la com cuidado, a fim de evitar empurrá-la para dentro do ouvido.

Quais são os sintomas e os fatores de risco?

Os principais sintomas do excesso de cerume na região do ouvido são os seguintes:

  • coceira;
  • zumbido;
  • sensação de ouvido tampado;
  • pressão no canal auditivo;
  • redução da capacidade de ouvir;
  • dor;
  • tontura;
  • tosse.

É válido destacar que alguns fatores propiciam a formação irregular de cera no ouvido, tais como:

  • a anatomia do órgão, quando ele é mais estreito ou tortuoso;
  • o envelhecimento, já que em pessoas idosas o cerume tende a ser mais seco e firme;
  • o uso de hastes com algodão na ponta, assim como de fones de ouvido, protetores auriculares e tampões.

Em casos mais graves, a presença de rolha de cerume leva à perda da audição, já que propicia o surgimento de infecções e lesões no órgão. É fundamental dar a devida atenção ao problema, pois a surdez nem sempre ocorre de imediato. Logo, a recomendação é passar por acompanhamento médico, a fim de monitorar o canal auditivo.

Como diagnosticar e fazer a remoção da rolha de cerume?

Ao sentir os sintomas oriundos da formação anormal de cerume, você deve procurar um especialista de sua confiança imediatamente. Para confirmar tal quadro, ele realizará um exame de otoscopia, no qual um aparelho é introduzido no conduto auditivo externo para possibilitar a visualização do ouvido.

Se a rolha de cerume for identificada, será preciso removê-la. Há três maneiras de se fazer isso:

  • lavagem auricular — com uma seringa de 20ml, é realizada a aplicação de soro morno no canal auditivo;
  • uso de ceruminolítico — o líquido deve ser pingado no ouvido, a fim de amolecer o excesso de cera e facilitar a sua retirada por meio da lavagem;
  • remoção com curetas — trata-se do uso de instrumento apropriado para remover a substância da região. O otorrinolaringologista é o profissional indicado para executar o procedimento.

Após a retirada da cera, uma nova otoscopia precisa ser realizada para examinar se o método foi exitoso ou se há a necessidade de outra limpeza. Além disso, o segundo exame serve para identificar se existe alguma doença de ouvido relacionada à presença da substância na região.

Como evitar a formação excessiva de cera?

A formação excessiva de cera no ouvido é evitada com duas medidas simples. São elas!

  • apenas limpe o ouvido se perceber uma grande quantidade da substância na parte mais externa do canal. Contudo, tome cuidado para não empurrá-la para o orifício auricular;
  • evite utilizar fones ou protetores de ouvido com regularidade e por muito tempo.

Se ainda assim você notar a produção irregular de cerume, é fundamental buscar ajuda médica. Afinal de contas, somente um profissional especializado tem condições de fornecer o diagnóstico exato do problema e solucioná-lo adequadamente.

A retirada de rolha de cerume é considerada um procedimento simples, porém, é importante ressaltar que a execução de métodos inapropriados aumenta o risco de lesões auditivas ou até mesmo de perfuração no tímpano e deslocamento da cadeia ossicular.

Neste artigo, explicamos o que é cerume, bem como as causas, os sintomas e as formas de retirá-lo, entre outras informações relevantes sobre o tema. Por fim, recomendamos que, a qualquer desconforto com os seus ouvidos, procure uma clínica de especialidade formada por profissionais de alto gabarito.

Então, achou este conteúdo útil? Agora que chegou até aqui, aproveite e entre em contato com o consultório Otorrino Paulista! Estamos prontos para cuidar da sua saúde do jeito que você merece.

Powered by Rock Convert

Compartilhe !

WhatsApp Agendar consulta