Otorrino Paulista

Saiba como fazer uma limpeza de ouvido de maneira adequada

Saiba como fazer uma limpeza de ouvido de maneira adequada

Basta uma conferida rápida pela farmácia e lá estão os cotonetes na prateleira. Embora exista uma forte associação entre eles e a limpeza de ouvido, a verdade é que a higienização dessa região requer muitos cuidados, dos quais pouco se fala. No entanto isso não significa que ela seja dispensável.

É preciso saber como fazer limpeza de ouvido para que a cera seja retirada do jeito certo, sem causar nenhum tipo de lesão. De toda forma, em alguns casos o ideal é procurar a ajuda de um especialista. Pensando em tudo isso preparamos este artigo.

Continue lendo para entender como limpar o ouvido de adultos e crianças corretamente, quais são os riscos de fazer a higienização do jeito errado, como prevenir o acúmulo de cera e quais sinais indicam que é preciso fazer a limpeza com um profissional.

Como fazer limpeza de ouvido do jeito certo?

Para fazer a limpeza de ouvido o ideal é evitar o uso de hastes flexíveis e outros objetos dentro do canal auditivo, pois podem causar lesões na região. Apenas uma toalha seca depois do banho é suficiente para remover a cera do canal sem oferecer riscos.

No caso da parte externa um pedaço de algodão, gaze, lenço de papel e, até mesmo, os cotonetes são uma boa alternativa para higienizar a pele e as dobras da cartilagem. Reforçando que a indicação é somente para a região exterior, e não o canal auditivo.

Muita gente se preocupa em remover totalmente a cera, pois julga que ela seja sujeira, mas não é bem assim. Trata-se de uma secreção natural que atua protegendo as estruturas do ouvido contra resíduos e bactérias, evitando infecções. Justamente por isso a remoção total do cerúmen não é indicada. Assim, basta limpar por fora, onde o dedo alcança.

Quais os riscos da higienização errada?

Além das famosas hastes flexíveis, quais outros objetos você já viu sendo utilizados na limpeza dos ouvidos? Na maioria dos casos, são eles os causadores de diversas condições que comprometem a saúde auditiva.

Vamos usar como exemplo o tradicional cotonete. Embora pareça limpar a região, ele empurra cada vez mais a cera para dentro, direcionando-a para partes que não são autolimpantes. Isto é, o cerúmen não será expelido novamente pelo organismo.

Infelizmente, o problema continua. Os fungos, bactérias e vírus acumulados na parte externa do ouvido também podem ser empurrados junto com a cera para a região interna. O resultado? Uma grande probabilidade de desenvolver um quadro com dor e infecção.

Além disso, empurrar a cera com o uso dos mais diversos objetos pode causar um bloqueio no canal auditivo, o que ocasiona perda de audição e, em casos mais graves, a ruptura do tímpano. O zumbido é outro incômodo que se relaciona com a higienização inadequada.

O que não fazer durante a limpeza de ouvido?

A primeira coisa que você deve ter em mente sobre a limpeza de ouvido é o que já foi explicado: nenhum objeto deve ser inserido no canal auditivo, o que inclui cotonetes, tampa de caneta, haste de óculos, clipes, grampos de cabelo ou qualquer outro.

Também não é recomendado passar sabão no canal auditivo e enxaguar com água, porque essa medida remove toda a cera e deixa o ouvido desprotegido contra infecções. Ainda existe a possibilidade de acontecer alguma reação adversa, já que esse tipo de produto é indicado apenas para uso externo.

Outra medida que deve ser evitada é o uso de velas auriculares. Embora elas possam promover benefícios quando utilizadas por um profissional, é preciso ter cuidado ao fazer isso em casa para não se queimar com a chama ou adotar uma técnica incorreta, que poderia prejudicar o canal auditivo.

Existem medicamentos que amolecem a cera quando ocorre o endurecimento dela no canal auditivo — são amaciantes ou amolecedores. Porém as formulações são variadas e há contraindicações. Sendo assim, o ideal é que você consulte um profissional e evite administrar qualquer composição no ouvido.

Por que procurar um profissional?

Basicamente, para evitar todos os problemas mencionados acima. É provável que, em algum momento, apenas a limpeza externa não seja suficiente, visto que diversas condições podem acometer os ouvidos, como dor, sensação de ouvidos tampados, tonturas e zumbidos.

Nesses casos, procurar um profissional especializado é o mais indicado. Ele tem o conhecimento e materiais necessários para fazer a lavagem segura. Esse procedimento, realizado no consultório médico, visa remover o excesso de cera e qualquer outra sujeira acumulada no canal auditivo, sendo útil tanto para adultos quanto para crianças.

Quais sinais indicam que o profissional deve ser consultado?
Naturalmente o corpo expele a cera do ouvido para que ela não se acumule em excesso. Porém, seja em função da propensão de produzir uma quantidade maior dela ou por causa da limpeza incorreta, pode acontecer de o cerume ficar impactado. Quando isso acontece manifestam-se sintomas como:

– dor de ouvido;

– dificuldade para ouvir;

– zumbido;

– cheiro forte no ouvido;

– tosse;

– tontura.

Na manifestação desses ou outros sintomas é fundamental procurar a ajuda de um especialista. Somente um profissional pode fazer a avaliação correta nesses casos e remover a cera impactada com instrumentos específicos para não prejudicar o canal ou o tímpano.

É possível evitar o acúmulo de cera no ouvido?

Como dito, algumas pessoas apresentam uma propensão maior para o acúmulo de cera no ouvido. Esse é o caso daqueles que apresentam um canal muito estreito — que dificulta a função autolimpante —, os que usam aparelhos auditivos, protetores auriculares ou fone de ouvido em excesso.

Todas essas condições podem levar à compactação do cerume. Mas é importante ressaltar que a produção de cera é um processo natural que não deve ser inibido, pois ela tem a função importante de proteger o ouvido.

Sendo assim, o ideal é entender como fazer limpeza de ouvido do jeito certo, removendo somente o que foi expulso pelo corpo e evitar inserir no canal auditivo objetos que possam empurrar a cera para dentro outra vez. Essa limpeza é suficiente para que a produção do cerume seja controlada.

Fazer a limpeza de ouvido da forma adequada é fundamental para manter a saúde auditiva, visto que a região pode ser lesionada se objetos não indicados forem utilizados. Também é importante contar com a ajuda de um médico especializado para cuidar desse órgão tão sensível e importante, principalmente em caso de sintomas ou dúvidas.

Você sabia que alguns problemas auditivos são tratados por meio de cirurgia? Aproveite e conheça os tipos mais comuns e suas indicações.

Powered by Rock Convert

Compartilhe !

Agendar consulta
1
Agendar consulta
Olá! Quer ter mais informações para agendar sua consulta?