Otorrino Paulista

Cirurgia de laringe: entenda mais sobre o procedimento!

A laringe é um órgão do sistema respiratório que também abriga as cordas vocais. Assim como qualquer outra parte do corpo humano, ela pode ser acometida por problemas e doenças, muitos dos quais são tratados pela técnica da cirurgia de laringe.

Manter esse órgão saudável é fundamental porque, além de possibilitar a nossa fala, permite que o ar passe entre a faringe e a traqueia e evita que os alimentos entrem nas vias aéreas causando sufocamento e outras complicações.

Uma das grandes vantagens da microcirurgia de laringe é que ela não deixa cicatrizes, porque não existem cortes. Quer saber mais? Então continue lendo e descubra tudo o que você precisa saber sobre essa técnica!

O que é cirurgia de laringe?

A cirurgia de laringe, ou microcirurgia de laringe, é um procedimento utilizado para investigar problemas que afetam essa região do corpo. Também é indicada como método de terapia para tratar enfermidades que se manifestam ali.

Por meio dela, é possível realizar intervenções nas cordas vocais, nas bandas ventriculares e na laringe de um modo geral. É uma técnica mais confortável para o paciente, porque não existe a necessidade de fazer cortes na região do pescoço, nem na face. Todo o procedimento é feito por via oral.

Com o auxílio do laringoscópio de suspensão, o cirurgião consegue acesso à laringe pela boca do paciente. Por ali ele manuseia os instrumentos cirúrgicos para realizar as intervenções de acordo com cada caso, afinal, esse procedimento apresenta indicações muito distintas.

É considerada como uma cirurgia exploradora, uma vez que não é possível prever exatamente quais serão os problemas encontrados nas pregas vocais e na laringe. Por isso, é mais complicado para o profissional fazer um planejamento prévio do procedimento.

Muitas decisões precisam ser tomadas durante a cirurgia, justamente em função daquilo que for encontrado. Sendo assim, o paciente deve estar ciente de que os resultados podem ser diferentes do esperado, já que o médico não poderá solicitar o seu consentimento para realizar certas intervenções.

Quais são as indicações desse procedimento?

Como dito, toda a extensão da laringe e as estruturas que encontramos ali podem ser tratadas por meio da microcirurgia da laringe. Em alguns casos, ela é utilizada somente para investigação de problemas ou a realização de biópsia (coleta de material para análise em microscópio).

Mas é muito indicada para o tratamento de diversas condições que acometem essa região do corpo humano. Alguns casos nos quais esta técnica se mostra eficaz são para a remoção de:

  • nódulos;
  • cistos;
  • pólipos;
  • hemangiomas;
  • tumores malignos;
  • papilomas.

Também são tratadas outras lesões que afetam as pregas vocais ou a laringe. E ainda é possível corrigir problemas funcionais, seja de deglutição, respiração ou fonação, técnicas que, em alguns casos, são realizadas com a injeção ou aplicação de medicamentos, materiais e tecidos orgânicos ou sintéticos em algumas regiões da laringe.

Como a cirurgia de laringe é realizada?

A cirurgia de laringe, embora não necessite de incisões, deve ser realizada por um cirurgião especializado em um centro cirúrgico devidamente equipado. Quando a técnica é aplicada somente como método investigativo, pode ser utilizada somente a sedação, mas para os casos em que ela tratará uma doença é preciso fazer anestesia geral.

Como dito, o acesso cirúrgico é feito com o auxílio do laringoscópio de suspensão. O equipamento é apoiado sobre os dentes e o tórax do paciente, então, é adaptado o microscópio e são utilizados instrumentos especiais, que podem ser tesouras, pinças, bisturis, laser, entre outros, conforme a necessidade.

Trata-se de um procedimento cujo tempo para realização varia entre 30 minutos e 2 horas, dependendo da complexidade de cada caso. Também existe a possibilidade de o paciente ser liberado no mesmo dia ou no dia seguinte.

Como é o pré-operatório da cirurgia?

O pré-operatório da cirurgia de laringe consiste na avaliação do paciente, tanto clínica quanto por meio da anamnese. Também podem ser solicitados exames para fazer uma investigação mais minuciosa do caso e das condições de saúde da pessoa.

São recomendadas sessões de fonoterapia para que o paciente e sua família recebam orientações sobre alterações na voz e outras que a cirurgia pode causar. Também são apresentadas as possibilidades de reabilitação e fornecidas recomendações práticas que serão úteis no pós-operatório.

Ouros cuidados específicos são definidos pelo médico de acordo com as necessidades do paciente. Como é o caso da utilização de medicamentos contínuos e da manutenção de uma dieta especial para o dia da cirurgia.

Quais são os principais cuidados pós-operatórios?

O pós-operatório da cirurgia de laringe costuma ser muito tranquilo e pouco doloroso para o paciente. Mas é preciso seguir algumas recomendações. Veja!

Repouso

É necessário um repouso absoluto de, pelo menos, um dia deitado e, na hora de dormir, procurar manter o travesseiro elevado. A voz também precisa descansar, sendo essa uma etapa muito importante da recuperação.

Nos três primeiros dias, é fundamental abster-se da fala totalmente e, nos 4 dias seguintes, o ideal é falar o menos possível e sem esforçar as cordas vocais. Nas semanas que seguem, é importante evitar falar depressa, com emoção, cantar, gritar, rir, pigarrear e tossir. 

Alimentação

No caso da alimentação, não é preciso fazer grandes alterações no cardápio. O cuidado deve ser somente o de evitar líquidos e alimentos muito quentes ou ácidos, itens condimentados ou que possam causar qualquer irritação na garganta. Bebidas alcoólicas e cigarro não devem ser consumidos.

Poluição e alergênicos

O contato com poeira, fumaça e ar-condicionado prejudica a recuperação. Sendo assim, é interessante evitar esse tipo de poluição, bem como não ficar em lugares muito ruidosos que exigem a elevação da voz para se comunicar.

Hidratação

No mais, os líquidos são importantes para uma boa recuperação e hidratação dos tecidos, porém, devem estar sempre em temperatura ambiente. A administração dos medicamentos indicados deve seguir rigorosamente o receitado pelo médico e os retornos às consultas são fundamentais para avaliação do profissional.

Em quanto tempo acontece a recuperação?

É possível que a cirurgia de laringe acarrete algumas complicações que já são esperadas, como:

Esses sintomas e desconfortos podem ser minimizados por meio de medicações ou seguindo as recomendações do profissional. Além disso, é muito importante manter o repouso da voz e fazer a fonoterapia pós-operatória para contribuir com a recuperação total, principalmente da comunicação e alimentação.

A rouquidão pode durar cerca de 15 a 30 dias e as alterações na voz surgem tanto para melhor quanto para pior, dependendo do problema que foi tratado. No caso de tumores benignos ou malignos, a piora varia de acordo com a localização da lesão e a extensão do problema; já em outros casos, o paciente se comunica com mais facilidade.

É importante conversar com o médico e esclarecer todas as dúvidas para saber quais são os reais impactos que o procedimento poderá trazer, afinal, eles variam de acordo com cada caso e sua gravidade. Mas é importante estar ciente do que acontecerá e do tempo que levará para os tecidos se recuperarem de fato.

A cirurgia de laringe é um tratamento eficaz para diversas lesões que afetam essa região e, ainda que ela possa acarretar alguma alteração, principalmente da voz, existem formas terapêuticas de reverter ou, pelo menos, minimizar esses impactos. Para alcançar melhores resultados, prefira profissionais bem qualificados e experientes.

Gostou do post? Receba outras informações interessantes diretamente em seu e-mail! Assine a nossa newsletter!

Compartilhe !

WhatsApp Agendar consulta