Otorrino Paulista

Uvulopalatoplastia: o que é e quando realizar essa cirurgia!

Distúrbios do sono, como o ronco, podem dificultar a convivência com pessoas que dividem o mesmo aposento que um indivíduo. Porém, há casos em que esses problemas afetam a qualidade de vida e abalam a saúde, havendo necessidade de recorrer a técnicas como a uvulopalatoplastia.

Essa cirurgia é indicada quando ocorre uma obstrução das vias aéreas, dificultando a respiração durante a noite. Essa condição pode desencadear outras complicações e até mesmo colocar em risco a vida do paciente pela falta de oxigenação no organismo.

A dificuldade para respirar durante sono não é um problema raro, e foi pensando nisso que preparamos este artigo a fim de apresentar a cirurgia de uvulopalatoplastia. Continue lendo para entender o que ela é, em quais casos é indicada, como é feita e os cuidados necessários no pós-operatório.

O que é a cirurgia de uvulopalatoplastia?

Entre os diversos distúrbios do sono que existem, a apneia obstrutiva é um daqueles que mais preocupam. Esse problema consiste na parada respiratória enquanto a pessoa dorme, situação que pode durar cerca de dez segundos ou mais e acontecer diversas vezes em uma só noite.

Essa condição requer atenção porque nesses momentos de obstrução das vias aéreas todos os órgãos deixam de receber oxigênio. O indivíduo pode acordar sufocado no meio da noite, com taquicardia e apresentar outros sintomas e complicações como:

  • arritmia cardíaca;
  • sonolência diurna;
  • falta de concentração;
  • falhas de memória;
  • alterações na pressão arterial;
  • irritabilidade.

Nesses casos é recomendado realizar uma uvulopalatoplastia, técnica também conhecida como cirurgia do ronco. Nela é feita a remoção do excesso de tecidos moles que provocam a obstrução das vias aéreas.

Esse é um procedimento seguro e muito eficaz para liberar a passagem do ar e aumentar as dimensões da garganta. Assim, a pessoa pode respirar sem nenhum problema enquanto dorme, e também ocorre uma redução do ronco, já que não existe a vibração dos tecidos quando o ar entra no organismo.

Como a uvulopalatoplastia é feita?

A uvulopalatoplastia é indicada quando há uma obstrução severa das vias aéreas durante o sono. O objetivo é permitir que o ar passe pela garganta sem encontrar empecilhos e a pessoa tenha uma qualidade de sono melhor, evitando complicações e consequências da apneia.

A cirurgia é feita por um médico otorrinolaringologista com o paciente sob anestesia geral, para garantir a sua segurança e o conforto. O procedimento dura cerca de duas horas e nele são removidos por incisão os tecidos que obstruem a passagem do ar, como a úvula e o palato mole. Quando há necessidade também são removidas as amígdalas e adenoides.

Quais são os cuidados pós-operatórios?

O pós-operatório da uvulopalatoplastia requer atenção porque costuma ser doloroso. A primeira semana é mais difícil em função da intensidade dos sintomas, por isso, será essencial manter uma alimentação líquida e fria no primeiro dia, e dieta pastosa nos demais.

É fundamental evitar alimentos ácidos, como laranja, abacaxi e limão, bem como aqueles que possam irritar a garganta, como massas e grãos. Após a primeira semana é possível recomeçar a dieta normal conforme o paciente conseguir deglutir sem queixas.

O especialista receitará medicações, e elas devem ser administradas corretamente para evitar dores e problemas mais graves, como inflamações e infecções. De toda forma, são esperadas reações e desconfortos como:

  • febre;
  • mau hálito;
  • vômito com sangue;
  • dificuldade respiratória;
  • refluxo;
  • voz anasalada.

É preciso estar atento a hemorragias, que são um grande risco da uvulopalatoplastia e podem ocorrer até 14 dias após a cirurgia. Elas são mais frequentes em um volume pequeno, mas quando há grande fluxo de sangue, pode ser preciso uma reintervenção com transfusão sanguínea.

Por isso, é importante conversar com o médico e esclarecer todas as dúvidas, bem com definir se realmente é preciso fazer a cirurgia ou se há outras técnicas que poderiam ser eficazes para reduzir a apneia e o ronco.

De toda forma, a uvulopalatoplastia é um tratamento eficaz que, se realizado com um médico experiente, melhora significativamente a qualidade de vida de quem tem apneia. Seguindo as recomendações do pós-operatório, em pouco tempo a pessoa estará recuperada e poderá dormir tranquilamente.

Gostou do artigo? Então assine nossa newsletter para receber atualizações do nosso blog diretamente em seu e-mail!

Compartilhe !

WhatsApp Agendar consulta