Piercing no nariz: saiba a diferença entre granuloma e queloide

Depois de colocar o piercing no nariz, muitas pessoas podem enfrentar irritação e problemas no processo de cicatrização da pele, como queloide e granuloma. Se não tratar corretamente com um otorrinolaringologista, problemas mais sérios podem surgir. Por isso, entenda, qual é a diferença entre cada uma!

Para evitar o granuloma e a queloide, a higienização e os cuidados corretos são muito importantes para que o processo de cicatrização não dê nada errado.

O que é Granuloma? (H2)

O granuloma são aquelas pequenas bolinhas, geralmente, vermelhas que aparecem em volta do piercing no nariz. Muitas vezes elas surgem acompanhadas de vermelhidão local e descamação da pele. Isso ocorre, porque o processo de cicatrização por algum motivo não funcionou da forma certa.

Por isso, um otorrinolaringologista precisa ser procurado para que a causa seja identificada e o tratamento do granuloma comece. O ideal é procurar um médico assim que a bolinha aparecer em torno do seu piercing no nariz para evitar que a situação se agrave. Uma vez que houver a contaminação, o granuloma pode virar um abscesso ou uma infecção séria.

Entre as causas mais comuns do granuloma está a falta ou o excesso de limpeza na região ou mexer constantemente no piercing no nariz, irritando o local que ainda está cicatrizando. Levar as mãos contaminadas e sujas ao piercing no nariz para girar a joia também pode provocar granuloma.

Contudo, mesmo que a higienização seja feita corretamente e você não mexa no seu piercing no nariz, ainda é possível ter granuloma,  porque há chances do material da joia causar alguma irritação.

O que é Queloide? (H2)

A queloide também é uma falha no processo de cicatrização, que pode ocorrer depois da perfuração para colocar o piercing no nariz. As células de restauração do tecido continuam produzindo mais do que é preciso para restaurar a área, gerando uma protuberância incômoda e nem um pouco bonita no local.

No entanto, esse crescimento anormal de tecido cicatricial que se forma no local de um traumatismo da pele, nesse caso o piercing no nariz, é inofensivo. Em alguns casos pode ser necessário um procedimento cirúrgico para retirar a queloide, mas por uma questão do paciente se sentir incomodado com ela.

Por isso, consulte um otorrinolaringologista quando a protuberância for percebida. Assim, é possível junto com ele encontrar caminhos para diminuir as cicatrizes levantadas e impedir que elas cresçam mais ainda.

Algumas pessoas são mais propensas a formar queloide e, por esse motivo, devem evitar colocar piercing no nariz ou pelo menos ter cuidado redobrado para que o processo de cicatrização ocorra da maneira certa.

Quais as principais diferenças entre queloide e granuloma? (H2)

Uma das principais diferenças entre granuloma e queloide está na aparência de cada uma. A primeira são nódulos doloridos e inflamados de textura esponjosa, que podem até sangrar. Enquanto o segundo é indolor, porém é maior, mais disforme e escuro.

A formação de queloide não é tão comum em perfuração para colocar piercings, mas isso não quer dizer que ela não possa ocorrer. Os ambos problemas podem ser prevenidos da mesma forma: com uma rotina de tratamento adequada!

Não esqueça, depois de colocar um piercing no nariz, de tomar os devidos cuidados e realizar a higienização correta do local. Assim, é possível prevenir a formação de queloide e granuloma, garantindo que o processo de cicatrização funcione bem.

Marque uma consulta no Otorrino Paulista! (H2)

Se após a perfuração para colocar um piercing no nariz você perceber problemas no processo de cicatrização, característicos de problemas como a queloide ou o granuloma, faça uma consulta ao Otorrino Paulista o mais rápido que puder!

Dessa forma, indo até um otorrinolaringologista, é possível evitar que esse se torne um problema mais grave ou algo que te incomode cada vez mais do ponto de vista estético. Entre em contato pelo site ou envie uma mensagem para o número de Whatsapp (11) 99142-2342 e agende sua consulta!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Como posso te ajudar
Send via WhatsApp