O que é desvio de septo e como identificar?

Obstrução e sangramentos nasais constantes, dificuldade para dormir, retenção de secreções, ronco, cansaço, dores de cabeça e na face, respiração pela boca. Se você sofre com algum desses sintomas com frequência, pode ser que tenha um desvio de septo nasal. O septo nasal é constituído por osso, cartilagem e mucosas que separam uma narina da outra. Espera-se que essa separação resulte em duas fossas nasais iguais. O desvio de septo se caracteriza, justamente, quando essa estrutura que separa e uma das narinas é torta. Mas, essa condição pode ser curada pela cirurgia de desvio de septo. Saiba mais a seguir!

O que é desvio de septo?

De um modo geral, é um problema bastante comum que atinge uma quantidade significativa de pessoas. No Brasil, 85% da população tem desvio de septo, segundo dados da Associação Brasileira de Otorrinolaringologia e Cirurgia Cérvico-Facial.

As causas são muitas: crescimento excessivo, traumas causados por acidentes em esportes, veículos automobilísticos ou quedas, por exemplo, e até alterações durante o trabalho de parto podem provocar um desvio de septo. Pode ser o caso de um distúrbio congênito ou manifestado na infância, durante o desenvolvimento dos ossos da face. Também pode resultar de processos inflamatórios, infecciosos e alérgicos crônicos.

Uma das consequências mais comuns do desvio de septo é a obstrução da passagem do ar. Como o ar não entra com facilidade pelas narinas, o paciente passa a respirar mais pela boca. Essa respiração bucal, ao longo do tempo, pode causar desde a perda do paladar até deformidades nos dentes e ossos da face. A falta de uma filtração eficiente do ar também torna as vias aéreas superiores do indivíduo mais vulneráveis às infecções. Consequentemente, a pessoa com desvio no septo está mais sujeita a quadros virais, rinites e sinusites.

Outro problema recorrente é o ronco noturno, provocado pela obstrução parcial do nariz ou garganta. Caso a obstrução seja muito grande, aumentam as chances de desenvolver apneia do sono, um distúrbio em que a pessoa para de respirar involuntariamente e volta diversas vezes.

Em vista da pressão causada pelo desvio, o indivíduo também pode sofrer com constantes dores de cabeça e enfrentar dificuldades para praticar exercícios, já que, sem receber o oxigênio necessário, o corpo não consegue alcançar sua máxima performance.

Como saber se eu tenho desvio no septo?

Se você se identificou com algum desses sintomas, deve estar se perguntando: será que tenho desvio de septo? A melhor maneira de constatar o problema é consultando um especialista. Só o médico otorrinolaringologista, após exame clínico, pode diagnosticar o desvio. Além de considerar todos os sintomas relatados pelo paciente, o médico realizará um procedimento, a partir de um instrumento, para visualizar o interior das narinas.

A realização de exames são importantes para descartar a possibilidade de existirem outros fatores de risco associados, como a presença de pólipos, tumores, hipertrofia dos cornetos, entre outros problemas. Afinal, o desvio no septo só representa um problema quando causa prejuízos à respiração, o que nem sempre acontece.

Por meio da videoendoscopia nasal, é possível mostrar ao paciente o desvio e a diminuição do espaço dentro do nariz para a passagem de ar. A rinomanometria é outro exame que pode ser solicitado para avaliar o grau de obstrução do desvio de septo, servido para medir o fluxo de ar e a resistência da passagem do ar em cada narina.

Outro exame auxiliar é a tomografia computadorizada dos seios perinasais. Mas, vale destacar que esse exame nunca substitui a visualização direta do nariz.

Posso ser assintomático?

Nem todas as pessoas são afetadas pelo desvio de septo nasal. Algumas podem ser consideradas assintomáticas. Os sintomas podem nunca aparecer, e isso vai depender muito do grau do desvio de cada paciente. Por consequência disso, as pessoas afetadas pelo desvio no septo podem sofrer com diferentes graus de obstrução nasal, já que a condição não atinge a todos da mesma maneira.

Em muitas pessoas, os sintomas decorrentes do desvio só aparecem durante resfriados ou outras infecções das vias aéreas. Há também quem sinta mais o peso do desvio somente na idade adulta, considerando que o quadro pode agravar com o passar dos anos.

Caso de cirurgia

Cirurgia desvio de septo pode proporcionar mais qualidade na respiração do paciente | Foto: Freepik

Como nem todas as pessoas são afetadas da mesma maneira, nem todos os casos são passíveis de cirurgia. Conhecida como septoplastia, a cirurgia de desvio de septo nasal é indicada quando a distorção dificulta a passagem do ar pelas vias aéreas.

Quando o médico indica a necessidade do procedimento cirúrgico, é importante saber se, além do desvio, há mais fatores interferindo na passagem do ar. O mais recomendado é que a cirurgia seja realizada a partir do final da adolescência, quando o nariz já parou de crescer. Porém, em casos em que o desvio prejudica muito a função respiratória, a cirurgia pode ser realizada na infância. A questão é que as chances do desvio voltar com o tempo são maiores nessa idade. Além de beneficiar a saúde do paciente, oferecendo maior qualidade na função respiratória, a correção do desvio também pode melhorar o aspecto estético do nariz.

Tratamentos

Para melhorar a permeabilidade nasal, podem ser receitados medicamentos ou remédios, como corticoides, descongestionantes nasais ou anti-histamínicos. Esses tratamentos médicos podem ajudar a diminuir os cornetos inferiores e, assim, melhorar a qualidade da respiração do paciente.

Em casa, para aliviar o desconforto provocado pela congestão nasal, o paciente pode fazer irrigações nasais com soro fisiológico ou água destilada com carbonato de sódio. Porém, a pessoa acometida pelo desvio de septo deve sempre seguir as orientações médicas. O uso de medicamentos impróprios pode agravar o quadro.

Otorrino Paulista

Agora que você sabe o que é desvio de septo, suspeita estar sofrendo as consequências do desvio de septo? Agende uma consulta na Otorrino Paulista, um consultório composto por profissionais de alto gabarito, humanismo e clareza. Na Otorrino Paulista, o paciente é assistido com o que há de melhor na medicina atual. Assim, os médicos instruídos saberão dizer se você precisa da cirurgia desvio de septo. Conquiste mais saúde e qualidade de vida com quem sabe cuidar de gente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Como posso te ajudar
Send via WhatsApp