A cirurgia de sinusite e a pior época do ano para a condição

A sinusite, também conhecida como rinossinusite, é uma doença que pode ser diagnosticada e tratada precocemente. Em certos casos, o médico pode até indicar ao paciente uma cirurgia de sinusite. Mas, você sabe o que é, quais são os sintomas de sinusite, quais são os remédios, os tratamentos que podem ser utilizados e como é feita a cirurgia de sinusectomia? Confira!

O que é sinusite?

Sinusite é o nome dado à inflamação ou inchaço da mucosa dos seios da face, região que corresponde ao redor do nariz, maçãs do rosto e olhos. Essa mucosa é responsável por drenar a secreção do nariz, dos olhos e dos ouvidos, e também por diminuir o peso do crânio.

Existem dois tipos de rinossinusite. Os sintomas são semelhantes, mas diferem no tempo de duração da doença. A sinusite aguda acontece quando os sintomas estão presentes por menos de 12 semanas. Já na sinusite crônica, os sintomas se manifestam por mais de 12 semanas.

A sinusite aguda é geralmente causada por vírus, por uma crise de rinite ou por algumas bactérias. A sinusite crônica é normalmente a consequência de uma sinusite aguda que não foi tratada de forma correta. Mas, ela também pode ter sido causada por uma alergia persistente, por fungos ou por bactérias mais resistentes.

As causas também podem envolver outros fatores, como contato com poeira, choque térmico e cheiros ativos. A exposição a certos agentes químicos e alterações na anatomia nasal ou dos seios da face, como pólipos nasais ou desvio de septo nasal, também podem ser causas da doença. A presença de um tumor na região ou doenças que afetam a imunidade também aumentam as chances da pessoa ter sinusite.

Inverno: o inimigo da sinusite

Quando a temperatura cai, a chance de a pessoa ter rinossinusite é maior, e essa condição é agravada nos períodos de frio. O inverno no Brasil é marcado por temperaturas baixas e pouca chuva. Assim, essa falta de chuva faz com que o ar fique menos úmido e mais seco. Dessa forma, a mucosa nasal fica ressecada e o surgimento de problemas respiratórios, como a sinusite, é favorecido. Pode-se observar, então, o aumento e o agravamento dos casos de sinusite entre os brasileiros nos meses de maio, junho, julho e agosto.

Sintomas de sinusite

Os dois tipos de sinusite têm sintomas semelhantes, por exemplo:

  • Dor e pressão na região da face;
  • Redução ou perda do olfato e do paladar;
  • Dor de ouvido;
  • Espirros e coriza;
  • Dor de cabeça;
  • Tosse, que piora à noite;
  • Dor e inflamação na garganta;
  • Dor no maxilar superior e nos dentes.

Se a pessoa apresenta esses sintomas, é recomendado que ela vá ao médico para fazer um diagnóstico. Os especialistas que podem diagnosticar a sinusite são o otorrinolaringologista, o clínico geral e o pediatra, caso o paciente seja uma criança.

Diagnóstico da sinusite

O diagnóstico dessa condição é, na maioria das vezes, feito de modo clínico e por meio da realização de exames específicos. Um deles é a endoscopia nasal, que permite ao médico visualizar o interior das cavidades nasais. Exames de imagem, culturas nasais e teste de alergia também podem ser pedidos pelo especialista. O médico avaliará os sintomas e as queixas dos pacientes, como também o histórico de doenças dessa pessoa. Ele examinará os seios nasais, os olhos, os ouvidos, o nariz e a garganta.

Tratamento da sinusite

Muitos pacientes ficam na dúvida sobre o uso de remédio para sinusite. É importante lembrar que o tratamento de sinusite é indicado pelo médico, que explicará as melhores opções que se encaixam com a especificidade de cada paciente.

Os sprays nasais com corticoides podem prevenir e tratar a inflamação. Além disso, têm risco baixo de efeitos colaterais e são seguros para uso contínuo. Já os corticosteróides orais ou injetáveis aliviam sintomas intensos e são indicados apenas sob orientação médica.

Os descongestionantes, seja em forma de comprimido, líquido, ou spray nasal, são grandes aliados na redução dos sintomas da sinusite. Mas, eles devem ser utilizados no máximo por quatro dias, para evitar um efeito rebote com um congestionamento nasal mais grave.

Por último, os antibióticos também podem ser usados no tratamento da rinossinusite causada por infecção bacteriana. Como nem sempre a sinusite é provocada por bactérias, o ideal é consultar um médico, que poderá indicar o melhor tratamento para o caso.

Cirurgia de sinusite

Quando o quadro da sinusite não melhora após o tratamento com remédios, a cirurgia é uma opção. Ela é feita principalmente em casos crônicos, em que o paciente tem problemas anatômicos que obstruem a passagem nasal.

Ela é chamada de cirurgia de sinusectomia, e remove as estruturas que impedem ou dificultam a drenagem dos seios da face. Limpando a região e abrindo as passagens bloqueadas, o tecido se mantém saudável e permite o funcionamento correto da região.

Atualmente, o método mais utilizado é por acessos endonasais, ou seja, por videoendoscopia. Sem cortes e com alta precisão, o cirurgião introduz o endoscópio, instrumento metálico muito fino, nas narinas e remove o tecido ou o osso que bloqueia os canais. Essa remoção é feita pela raspagem de sinusite.

Os exames pré-operatórios, como a tomografia, auxiliam na escolha da técnica mais adequada e determinam quais seios faciais precisam da raspagem. Assim, a cirurgia pode ser uma sinusectomia maxilar, sinusectomia frontal, entre outros.

Prevenindo a sinusite

Para prevenir a rinossinusite, a melhor forma é manter a mucosa nasal hidratada e tratar alergias, gripes e resfriados, evitando que eles evoluam para uma sinusite. Muitas medidas podem ser tomadas, como evitar fumar, praticar exercícios físicos, evitar cheiros fortes e passar frio extremo. Manter uma alimentação saudável, que inclua todos os grupos alimentares, é fundamental para fortalecer a imunidade e evitar gripes e outras infecções.

Beber água também é fundamental, já que previne a ocorrência de infecções e garante hidratação das mucosas. O uso de soro fisiológico também melhora a drenagem da secreção, dos microrganismos e das impurezas do nariz. De todo modo, caso a pessoa apresente os sintomas da rinossinusite, principalmente agora no inverno, é importante que ela busque a ajuda de um profissional especializado.

Agora que você aprendeu que é possível tratar a sinusite por raspagem de sinusite, remédio para sinusite ou cirurgia, como a sinusectomia maxilar, você precisa conhecer a Otorrino Paulista. Na clínica Otorrino Paulista, você pode marcar uma consulta com um especialista que poderá realizar o diagnóstico da sinusite e indicar os melhores cuidados e tratamentos, ou até mesmo sugerir a cirurgia de sinusite. Isso tudo para garantir mais saúde, conforto e bem-estar no seu dia a dia.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Como posso te ajudar
Send via WhatsApp