Sinusite no frio

sinusite_no_frio

Por que acontece e o que fazer

Com a chegada do inverno, o clima frio e seco faz com que a incidência de doenças respiratórias aumente. Uma delas é a sinusite, também conhecida como rinossinusite. Ela pode ser causada por diferentes motivos, mas, felizmente, pode ser diagnosticada e tratada de forma precoce.

A sinusite é uma inflamação nos seios da face, que aparece, principalmente, durante o inverno, estação fria e seca. Ela pode gerar muitos incômodos no paciente. É necessário procurar orientação médica assim que notar os primeiros sintomas. 

Leia essa matéria para saber bem o que é a sinusite, como identificá-la, como tratá-la e como se prevenir!

A sinusite

A sinusite é a inflamação ou inchaço da mucosa presente nas cavidades ao redor do nariz, maçãs do rosto e olhos, área chamada de seios da face. Essa mucosa drena a secreção do nariz, dos olhos e dos ouvidos e faz com que o peso do crânio diminua.

A sinusite é a inflamação do seio facial | Foto: Pixabay

Há dois tipos de sinusite: a sinusite aguda e a sinusite crônica. Os sintomas de ambas são parecidos, mas, na primeira, eles permanecem por menos 12 semanas e, na segunda, o tempo de duração da doença ultrapassa 12 semanas.

A sinusite pode surgir devido a uma infecção causada por bactérias ou fungos, um quadro alérgico ou algum fator que afete o trabalho de drenagem da mucosa. Além disso, o contato com poeira, um choque térmico, cheiros ativos, a exposição a alguns agentes químicos e alterações na anatomia nasal também podem causar uma sinusite.

Tempo frio e seco

Mas, por que sinusite ataca no frio? No Brasil, durante o inverno, a umidade do ar é baixa e a temperatura cai, o que, aliado à poluição, cria condições favoráveis para o desenvolvimento de doenças respiratórias, uma vez que as vias aéreas ficam ressecadas e irritadas, facilitando a ocorrência de infecções. Devido a isso, observa-se a alta incidência de casos de sinusite no frio durante os meses de maio, junho, julho e agosto. Pronto, temos o motivo de porque sinusite ataca no frio.

Sintomas

A sinusite é caracterizada por:

  • dor ou pressão na região frontal da face;
  • redução do olfato e do paladar;
  • espirros e coriza;
  • dor de cabeça;
  • dor de garganta ou de ouvido;
  • tosse (que pode piorar à noite);
  • febre;
  • dor nos dentes e no maxilar superior.

Caso a pessoa apresente esses sintomas, recomenda-se consultar um médico para realizar o diagnóstico, que pode ser feito por otorrinolaringologista, um clínico geral ou um pediatra, se o paciente for uma criança.

Prevenção

Quer saber como evitar sinusite no frio? É possível se prevenir de uma sinusite de variadas formas. É importante tratar alergias, resfriados e gripes para que não evoluam para uma sinusite. Aos primeiros sinais da doença, evite contato com cigarros, poeira, ácaros, ar condicionado e quaisquer outros fatores que causam a obstrução das vias nasais e mantenha o corpo aquecido.

Ademais, beba bastante água para hidratar a mucosa nasal e prevenir infecções na região. O uso do soro fisiológico também ajuda na drenagem da secreção, dos microrganismos e das impurezas presentes no nariz. Ainda, há também receitas caseiras que ajudam na prevenção da sinusite:

  1. Misturar água com menta, ferver e respirar o vapor ajuda no descongestionamento da mucosa nasal;
  2. Ferva água com uma raiz de gengibre, molhe uma toalha com a mistura e coloque-a no rosto, de forma que ele esteja coberto (certifique-se de que a toalha não está tão quente);
  3. Misture uma colher de chá de sal em 1 litro de água e inale ou pingue a solução no nariz para ajudar a dissolver as secreções nasais.

Como tratar?

Ainda que haja métodos caseiros de prevenir a sinusite, é importante que a pessoa que apresente os sintomas consulte um profissional da área, pois somente ele pode indicar o tratamento adequado.

Os sprays nasais com corticoide ajudam a tratar a inflamação, possuem baixos riscos de efeitos colaterais e podem ser usados de forma contínua com segurança. Os corticosteróides orais ou injetáveis aliviam sintomas intensos, mas só podem ser usados sob orientação médica.

Descongestionantes

Para se reduzir os sintomas da sinusite, é recomendado o uso de descongestionantes — podem ser em forma de comprimido, líquido ou spray nasal — mas a utilização não pode passar de 4 dias para não se ter um efeito rebote com um congestionamento nasal mais grave.

Antibióticos

Além disso, em casos de infecções bacterianas, os antibióticos podem ser usados para combater a doença. No entanto, é necessário consultar um médico antes, já que a sinusite nem sempre é causada por bactérias e o especialista poderá indicar o melhor tratamento para cada paciente.

Cirurgia

Já em casos mais graves, como a sinusite crônica, em que a sinusite não mostra melhora depois do tratamento com remédios, a cirurgia de sinusectomia pode ser uma opção. A operação remove as estruturas que atrapalham o trabalho de drenagem dos seios da face, o que promove a limpeza e a abertura das passagens bloqueadas, permitindo o funcionamento correto da região. 

Para escolher qual técnica é a mais adequada e determinar quais áreas dos seios faciais precisam ser raspadas, são feitos exames pré-operatórios, como, por exemplo, a tomografia. Mas, atualmente, o método por acessos endonasais é o mais comum. O médico introduz o endoscópio nas narinas e remove o tecido ou o osso responsável pelo bloqueio dos canais, sem precisar fazer cortes.

Mais uma vez reforçamos: é necessário ir ao médico antes de utilizar qualquer remédio. O profissional saberá exatamente como te ajudar a tratar o seu caso, conforme suas necessidades.

Otorrino Paulista

Após entender o que é a sinusite e que é possível tratá-la, você identificou os sintomas?  Marque uma consulta com um especialista na Otorrino Paulista! Na clínica Otorrino Paulista, o profissional poderá realizar o seu diagnóstico e indicar o tratamento mais adequado de acordo com as especificidades do seu caso. Assim, você terá mais conforto e saúde no seu dia-a-dia.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Como posso te ajudar
Send via WhatsApp