Dor de ouvido é mais um sintoma do coronavírus? Entenda!

A Covid-19, a doença causada pelo coronavírus, pode provocar problemas respiratórios leves, moderados ou graves. Quanto mais pessoas se preocupam com a sua letalidade e o risco de serem infectadas, maior cresce a busca por informações sobre a doença e seus sintomas.

Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), os sintomas da Covid-19 podem ser divididos em mais comuns, menos comuns e graves. Há quem pense que a dor de ouvido seja um novo sintoma da enfermidade, mas será que isso é verdade? 

Dessa forma, entenda, agora, se a sua preocupação sobre “dor de ouvido covid” tem fundamento.

Quais os sintomas da Covid-19?

Os menos comuns são

  • Inflamação e dores na garganta;
  • Falta de paladar;
  • Perda de olfato;
  • Congestionamento nasal;
  • Conjuntivite;
  • Dores de cabeça;
  • Dores musculares ou articulares no corpo;
  • Erupções cutâneas;
  • Vontade de vomitar;z
  • Vômito;
  • Diarreia;
  • Tonturas;
  • Calafrios.

Os mais comuns

  • Febre;
  • Tosse seca;
  • Cansaço.

Graves

  • Falta de apetite;
  • Dificuldade para respirar;
  • Confusão mental;
  • Dores ininterruptas;
  • Sensação de pressão no peito;
  • Febre alta – mais de 38°C.

Se você apresentar algum desses sintomas, recomenda-se que procure assistência médica, logo que possível, e mantenha um isolamento social imediato. A manifestação dos sintomas de uma pessoa que contraiu o vírus geralmente demora de 5 a 6 dias, mas também pode demorar até 14 dias para começar a sentir algo de diferente.

Dor de ouvido é um sintoma da Covid-19?

Dor de ouvido não é necessariamente um sintoma da doença. Para o médico otorrinolaringologista Fabiano Haddad Brandão, não existe nenhuma comprovação entre otite (infecção do ouvido médio) e coronavírus. Mas pela orelha passam várias terminações nervosas que vão até a garganta. Ou seja, como a Covid pode apresentar inflamação da garganta, pode-se ter alguma dor irradiada para o ouvido. 

As causas são diversas, podendo estar ou não relacionadas ao sistema de audição. A situação de saúde das áreas próximas, como higiene inadequada, corpos estranhos, problemas no crescimento e desenvolvimento dos ossos da face e dos dentes, bruxismo, mudanças de pressão podem influenciar muito e serem possíveis causas do incômodo. 

Ainda segundo o Dr. Fabiano, o estresse pode piorar ou causar distúrbios em nossas articulações temporomandibulares, que se encontram na região anterior e inferior das orelhas. Em períodos de tensão emocional e ansiedade, disfunções nessas articulações, por aumento do ranger dos dentes, força da mordida e travamentos podem causar dores irradiadas para os ouvidos.

Quando devo procurar ajuda?

Uma dor no ouvido rápida e momentânea pode ser considerada algo simples e normal, ocasionada, até mesmo, pelo uso inadequado dos fones de ouvido. Porém, caso seja acompanhada de febre, vertigem, tontura ou dores de cabeça, deve-se procurar ajuda médica. Se piorar nas primeiras 28 horas ou seguir febre maior que 38ºC, é preciso marcar uma consulta o quanto antes.

 “Se o indivíduo apresentar dor de ouvido em conjunto com dor de garganta ou com sintomas gripais, procure atendimento médico e mantenha-se isolado por 14 dias”, reafirma Fabiano.

O que pode causar dor de ouvido?

Nessa perspectiva, é visto que a dor de ouvido pode ser causada por muitos outros motivos que não sejam a própria covid e deve ser investigada. A dor crônica no ouvido, por exemplo, quando se mostra persistente e retorna com frequência, pode ocasionar danos permanentes de audição. Uma infecção aguda persistente resulta na infecção crônica, isto é, a otite.

Alguns exemplos de causas de dor de ouvido são:

Introdução de objetos

Objetos como cotonetes, grampos e tampas de caneta são mais utilizados do que se imagina pelas pessoas de forma incorreta para coçar o ouvido. Esse mal uso é capaz de causar machucados e lesões no seu ouvido.

Isso porque a presença de um corpo estranho tem o poder de empurrar a cera do seu ouvido para uma parte mais interna do canal auditivo, infeccionando a área. Em casos mais graves, pode até causar a perfuração do tímpano e afetar negativamente sua saúde auditiva. 

Acúmulo de cera

O corpo do ser humano já possui um mecanismo de autolimpeza para tratar da cera em excesso, porém, muitas vezes, não funciona como deveria. Sendo assim, a cera (cerume) acaba endurecendo e passa a fechar o canal auditivo de forma parcial ou total. É isso que pode causar a dor no ouvido e necessitar de uma lavagem guiada por um otorrinolaringologista.

Acúmulo de líquido

Nesse caso, a causa é o acúmulo de água retida no ouvido, a qual pode se instalar após o banho, em piscinas ou praias. O líquido se mistura com a cera e cria micoses (otomicoses) pelo fato de a umidade no local favorecer a proliferação de fungos.

Gengivite e cáries

Esses problemas podem derivar tanto da inflamação da gengiva (gengivite), como da dor de dente em caso de cáries. Isso se deve ao fato dos nervos presentes nos dentes se localizarem perto do ouvido, podendo atingi-lo e causar tais incômodos e dores, também, nas imediações.

Nascimento do siso

É um problema bucal capaz de promover uma inflamação ou infecção no dente, no local próximo à articulação da mandíbula. Sendo assim, a dor também pode se instalar no ouvido. Um meio caseiro de aliviar o incômodo nessa região é usar bolsa de água morna na mandíbula e no ouvido, de 15 a 20 minutos, por 3 vezes ao dia.

Infecções na garganta e respiratórias

Quando não se trata de forma correta, qualquer gripe, resfriado ou amigdalite pode evoluir para uma sinusite e causar dores no ouvido.

Diferença de pressão

A diferença de pressão promove a sensação de ouvido tapado e também pode causar dores, situações que ocorrem, por exemplo, quando o avião está decolando e aterrissando. Mascar chiclete e bocejar são meios de ajudar na diminuição dos incômodos.

Diabetes

Nesse caso, a diabetes acaba causando o enfraquecimento do sistema imunológico do indivíduo e faz com que se aumente o risco de infecções. Em contrapartida, há a diminuição da audição, o que, consequentemente, causa dores. Inclusive, é possível formar secreções e instalar-se um mau cheiro no ouvido.

Otite

É considerada otite qualquer inflamação nas áreas do ouvido, caracterizada por coceira, dor de ouvido, acúmulo de secreção e até febre, sintomas esses que podem durar até três meses.

Otite Média Aguda

Essa otite compromete a parte média do ouvido também ligada ao nariz. Pode ser causada por um vírus ou por uma bactéria através de resfriados, gripes, rinite, sinusite ou adenoidite, por exemplo. É mais comum no inverno e a vacina da gripe ajuda a preveni-la.

Otite no Canal Externo

Também é conhecida como otite dos nadadores e acomete a orelha externa, área que é envolvida por pele e possui membrana responsável não só por detectar o som, mas também por o amplificar e encaminhar até a orelha média. É mais comum no verão e se infecta através de bactérias e fungos.

O que posso fazer para aliviar a dor de ouvido?

Às vezes, a consulta pode demorar. Sendo assim, como aliviar a dor enquanto o problema não é solucionado?

* Faça compressas quentes ou frias: uma bolsa de água morna ou uma toalha aquecida ou com gelo sobre a orelha podem trazer alívio. Tenha cuidado para não entrar água no ouvido. Não mantenha por mais de 20 minutos, a fim de evitar o congelamento ou a lesão da pele.

* Preste atenção à mastigação: tente distribuir o alimento e mastigá-lo com os dois lados da boca. Desta maneira, você divide a pressão entre os ouvidos e não sobrecarrega nenhum deles

* Beba bastante água: caso as dores sejam acompanhadas de tontura, é uma situação comum em quadros de desidratação. Por essa razão, beber água será a solução imediata a ser tomada para tratar o problema.

* Mastigue e boceje: essas ações de movimento da articulação temporomandibular ajudam a regularizar a pressão interna do ouvido e a diminuir a dor.

Consulta com otorrino

Quando você conseguir uma consulta, verá que o médico pode pedir exames como tomografia e ressonância magnética para avaliar a gravidade do seu caso, para ter um diagnóstico mais preciso e iniciar o tratamento específico para você.

O que um otorrinolaringologista pode passar varia de analgésicos, anti-inflamatórios e antibióticos, até opções mais simples de alívio como limpeza no ouvido com frequência, compressas de água morna, descongestionantes e medicamentos em gotas aplicadas diretamente no ouvido. 

Nos casos mais graves, pode ser necessário o internamento do paciente e, caso haja perfuração no tímpano, uma cirurgia conhecida como timpanoplastia.

Como pode ser o tratamento para a dor de ouvido?

Acompanhamento médico é essencial, independentemente da origem da dor ou da medicação administrada. Somente um especialista entenderá o quadro clínico do paciente para fazer as melhores indicações, resultando em um tratamento eficaz para o paciente.

Ele, assim, poderá identificar a origem do problema e oferecer remédios que realmente tenham a ver com as queixas. Entretanto, existem algumas dicas que podem ser executadas:

 * Anti-inflamatórios: será possível minimizar os sintomas apresentados e oferecer uma sensação de alívio até que a inflamação acabe.

* Antitérmicos: os antitérmicos trabalham para que a temperatura do corpo seja reduzida, além de proporcionarem uma sensação de bem-estar.

* Analgésicos: eles trabalham para bloquear as sensações que estão provocando o incômodo antes mesmo delas chegarem ao cérebro.

Onde encontrar um médico de confiança para tratar dor de ouvido covid?

Está precisando cuidar da saúde? A Otorrino Paulista é a opção ideal para você! É uma clínica que possui profissionais extremamente qualificados e humanizados na área de otorrinopediatria, otorrinolaringologia geral, endocrinologia, cardiologia, bucomaxilo e clínica médica. 

Cada um da equipe está preparado para atender as necessidades do paciente, sendo o melhor time de especialistas e cirurgiões otorrinos da região. Trabalham com cirurgias estéticas e outros procedimentos relacionados à otorrinolaringologia, além de oferecerem consultas online, aderindo à telemedicina. 

Marque sua consulta para que seja feita uma avaliação do seu caso, seja devido a dor de ouvido ou qualquer outro incômodo otorrinolaringológico, pelo número de Whatsapp 11 99142.2342, de segunda à sexta-feira, das 08h às 19h. Saiba mais informações acessando o site e confira a seção de artigos da Otorrino Pediatria para entender melhor o assunto de dor de ouvido covid. Além disso, confira uma explicação sobre dor de ouvido crônica! Estamos prontos para atender você com o melhor que a medicina oferece nos dias atuais!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Como posso te ajudar
Send via WhatsApp