Otorrino Paulista

Por que é preciso ter cuidado com fone de ouvido? Entenda aqui!

Já há algum tempo, os médicos informam a necessidade de ter cuidado com o fone de ouvido, mas você sabe por quê? Há, pelo menos, duas décadas nota-se o uso cada vez mais frequente desses dispositivos sonoros. Hoje, a maior parte das pessoas ficam várias horas utilizando os fones de ouvido sem notar seus riscos, uma quantidade de tempo muito maior que em um passado recente.

O maior dos problemas é a perda da audição, que pode acontecer ao longo dos anos e de maneira silenciosa. Escutar músicas com volume alto ou, até mesmo, passar muitas horas escutando sem nenhuma pausa são alguns dos fatores mais preocupantes para quem deseja manter a audição. Neste post, falaremos mais sobre o assunto e informaremos como você deve se preocupar com esse tema, sem deixar de falar das melhores medidas para manter sua saúde auditiva preservada.

Pronto para saber mais a respeito? Continue sua leitura até o fim!

A perda da audição é real e definitiva

O maior risco dos fones de ouvido é, sem dúvidas, a perda da audição. Ela acontece de forma gradativa e, muitas vezes, não dá sinal até que algum dano já tenha acontecido. Para quem não sabe, nosso sistema auditivo é repleto de estruturas sensíveis. As células ciliadas — as responsáveis por transmitir os estímulos sonoros para nosso cérebro — são permanentemente lesadas quando estão sob alto volume, e esse dano, ao longo do tempo, se traduz em uma redução gradativa da nossa capacidade auditiva.

Vale mencionar que esses estragos são irreversíveis, e o principal sintoma é o surgimento um zumbido constante, mesmo em ambientes de total silêncio. Outros sinais comuns são a irritabilidade com os sons mais altos e sensação de ouvido abafado. Para contornar o problema, utilize seu fone com um volume moderado. Evite colocar seu dispositivo no máximo e faça pausas ao longo dia. Somente essa medida já afastará boa parte dos riscos.

Os fones de ouvido com cancelamento de ruído externo

Os fones de ouvido existem, basicamente, para isolar o som do que estamos dispostos a ouvir. A ideia é centralizar o estímulo e até mesmo garantir certa privacidade. Quando o modelo é de baixa qualidade, o isolamento com o ambiente externo é precário, o que faz com que continuemos a escutar tudo que está à nossa volta.

A solução para esse problema normalmente é o aumento do volume, o que sempre resulta em níveis muito além do que é considerado saudável e seguro para sua audição. Por isso, a escolha de um modelo é muito importante. Em termos quantitativos, o ideal é permanecer utilizando os fones de ouvido com volume em 50%. Outra dica é conseguir ouvir, mesmo que em menor escala, os sons que estão ao seu redor.

Os perigos dos fones e a recomendação de uso

Perder a capacidade de ouvir pessoas conversando ou outros sons ambientes (como a buzina de um carro), é sinal de que o volume está extremo. Ainda, existe certo risco em não perceber carros e outros automóveis, o que pode gerar acidentes e ainda mais riscos para sua saúde.

A OMS também tem a recomendação de que os fones de ouvido não devem ser utilizados em alto volume por mais de 90 minutos diários — caso contrário, é possível perceber danos na audição dentro de 5 anos. Isso reforça por que é preciso ter cuidado com fones de ouvido durante o dia.

Portanto, cultive novos hábitos para garantir sua saúde e capacidade auditiva, especialmente para a terceira idade, que é quando temos a disponibilidade para maiores problemas.

Quer saber como está a sua capacidade auditiva? Veja como é feito e para que serve o exame de audiometria, e saiba como averiguar a sua saúde auditiva com exatidão.

Compartilhe !

Agendar consulta
1
Agendar consulta
Olá! Quer ter mais informações para agendar sua consulta?