Água no ouvido: entenda o que fazer e as consequências

Apenas a sensação de água no ouvido é um incômodo enorme para qualquer pessoa. Além de fazer mal ao organismo, prejudica a audição do ser humano, podendo até mesmo se tornar algo grave. Por isso, é muito importante tomar cuidado com os ouvidos e, obviamente, saber o que fazer quando entrar água no ouvido.

Neste texto, traremos algumas dicas sobre o que fazer, quais as consequências e como evitar o fato. Fique atento às dicas e previna-se da água no ouvido. Com cuidado e precauções corretas, a água no ouvido não será um grande problema. Confira!

O provocamento da água no ouvido pode vir de várias situações. Uma das mais comuns são as do banho. Seja banho de mar, piscina, rio ou higienização, é um momento comum de, em meio a um descuido, entrar água no ouvido de um indivíduo.

Após sentir a água no ouvido, é comum que um indivíduo sinta dores no ouvido ou até mesmo uma pequena dose de perda na audição, pois são consequências normais, devido ao estranhamento do corpo com a água em um local indesejado. Esses sintomas costumam passar gradual e voluntariamente após algumas horas do ocorrido.

No entanto, não é comum que estes sintomas persistam por mais de um dia. Caso isso ocorra, o indicado é buscar uma análise médica. O mesmo deve ser feito no caso de  sintomas como secreção, ou até mesmo sangramentos. Não hesite em procurar um médico nessas situações.

O que fazer quando entra água no ouvido?

Existem algumas possibilidades de ação para quando a água entra no ouvido e todas elas são para acelerar o processo de retirada ou saída da água no ouvido, melhorando e diminuindo os sintomas do ato. 

Portanto, aqui vão algumas dicas rápidas e fáceis:

1. Incline a cabeça para o lado do ouvido inclinado

Inclinar levemente a cabeça por alguns minutos para o lado do ouvido entupido, acelera a saída da água no ouvido. A água é estimulada a escorrer para fora do ouvido, diminuindo a sensação de entupimento e incômodo. 

2. Coloque uma toalha na ponta do ouvido

Apenas a ponta da toalha, sem forçá-la para dentro. A água no ouvido será drenada e secada pelo tecido da toalha. É um procedimento um pouco mais lento, mas interessante e eficaz.

3. Seque o ouvido com secador de cabelo

Essa parece uma dica óbvia para tirar a água no ouvido, não é? Mas é preciso tomar cuidado com ela, pois o secador precisa estar levemente afastado do ouvido e na potência mínima. O vento forte e muito próximo do ouvido do secador pode inflamar o ouvido, piorando a sensação já incômoda da água no ouvido. Portanto tenha cuidado.

4. Puxe levemente a orelha em vários sentidos

Incline a cabeça para o lado do ouvido em que está entupido, também irá estimular a saída da água no ouvido.

É importante deixar claro que esses métodos são úteis e fáceis de aplicá-los sem ajuda médica, quando uma pequena quantidade de água acaba por entrar no ouvido. Mas quando o volume de água no ouvido é excedente, isso quer dizer, em abundância, provocando uma forte pressão no ouvido, o indicado é procurar um médico otorrino com urgência, evitando, assim, consequências graves e permanentes em sua audição.

Quais são as consequências?

Qualquer situação adversa ao corpo pode trazer consequências inesperadas e incômodas. Com a água no ouvido não é diferente, por isso é muito importante ter cuidado, uma vez que situações adversas no ouvido prejudicam um de nossos sentidos mais importantes para a comunicação: a escuta.

Entre as consequências está a perda parcial ou total da audição. Embora úmido, o ouvido humano não suporta uma quantidade excedente de água, pois a pressão da água no ouvido, dependendo de seu impacto, pode não só ocasionar em problemas auditivos, como também alcançar outros sentidos de nosso corpo. Pode afetar o sistema cognitivo e dificultar a capacidade de compreensão e entendimento de um indivíduo a longo prazo.

Nossos órgãos são direta e indiretamente interligados, ou seja, quando um é afetado de forma irreparável, outros podem ser afetados por tabela.

É importante mencionar que a perda de audição é irreparável. Uma vez perdida, não é possível recuperar 100% da audição, por isso a importância de ter cuidado e atenção com os ouvidos.

Ao menor sinal de adversidade da condição comum de sua audição após a água no ouvido, a melhor estratégia é buscar um médico otorrino especializado, para que possa ser feita uma avaliação do caso e indicações de remédios, métodos e tratamentos para os sintomas pós-água no ouvido.

Como evitar a entrada de água no ouvido?

Ao entrar em contato com a água, é possível tomar algumas precauções para evitar a entrada de água no ouvido. Uma das opções é utilizar toucas de banho, pois esse tipo de touca, ao ser bem vedada, impede que os ouvidos tenham contato com a água, assim evitando a provável entrada do líquido.

Outra opção são os protetores auriculares para atividades na água, muito utilizados por atletas da natação. São proteções profissionais que funcionam como uma barreira para a água no ouvido e tem muito êxito nesta função.

Esteja sempre atento aos momentos em que seus ouvidos poderão entrar em contato com a água, para que possa estar prevenido e atento aos sintomas e consequências com antecedência. O autocuidado será primordial para evitar dores, secreções e sangramentos na área dos ouvidos, além do cuidado com a própria audição, pois é um sentido muito importante para a nossa comunicação.

Conheça a Otorrino Paulista

Para cuidar dos seus ouvidos, conheça a Otorrino Paulista. A Otorrino Paulista avaliará quais procedimentos são necessários para tratar o seu ouvido e os farão da melhor forma possível. Quando precisar de um otorrino, não hesite, vá ao Otorrino Paulista, pois lá vamos cuidar dos seus ouvidos e de outros problemas relacionados a nossa área de atuação, como a dor de garganta.

Cuidar da sua saúde é essencial para o seu bem-estar, sendo assim uma vida saudável proporciona uma melhor qualidade e produtividade de vida. Conheça o Otorrino Paulista e agende sua visita, se tem problemas de água no ouvido ou outros. Tratar bem de si mesmo, com bons profissionais da saúde, é um importante ato de autocuidado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Como posso te ajudar
Enviar WhatsApp