Mitos e verdades sobre segurar o espirro – depois do Covid

O primeiro sinal do espirro é uma pequena coceira na base das narinas que aumenta gradativamente, até chegar na parte interna do nariz e você não conseguir mais segurar a sensação de espirrar. O espirro é algo tão comum na vida das pessoas e, mesmo assim, ainda levanta vários questionamentos: como espirrar corretamente? Por que espirramos? Como parar de espirrar? O que acontece se segurar o espirro? A respostas para essas, e muitas outras perguntas relacionando o espirro e a Covid, você encontra a seguir.

Por que espirramos?

De acordo com o médico neurologista infantil, George Teixeira, do Hospital Luzia de Pinho Mello, localizado em Mogi das Cruzes: “Espirrar é uma resposta fisiológica à irritação do revestimento epitelial respiratório do nariz. O processo geralmente começa com a liberação de substâncias químicas, como a histamina ou leucotrienos. Essa liberação química é causada por infecções virais respiratórias, partículas filtradas, alérgenos (substâncias que desencadeiam reações alérgicas) ou irritantes físicos, tais como fumaça, poluição, perfumes e ar frio. Isso leva à fuga de líquido dos vasos do nariz, causando sintomas de congestão nasal e gotejamento. Além disso, as terminações nervosas são estimuladas, o que leva à sensação de coceira”.

Os motivos que podem provocar espirros são variados, desde um clima de frio repentino até luminosidade intensa, poeira, bactérias ou vírus. Todas essas opções podem causar agressões na parte interna do nariz.

Diante disso, é possível dizer que o espirro em si é causado por uma irritação ou por um bloqueio nas passagens de ar do nariz, na garganta ou nos pulmões. Assim, ele tem a importante função de expulsar do corpo do indivíduo o que quer que esteja incomodando o organismo.

O que acontece com o corpo quando espirramos?

Aquela coceira de leve, perto do momento do espirro, é provocada por partículas irritantes da via respiratória. Esse incômodo acaba estimulando a terminação nervosa que ativa um reflexo no interior do cérebro por meio de impulsos nervosos.

Esse impulso passa pelos nervos sensitivos do seu organismo e vai até o sistema nervoso central, para refletir e continuar o processo com os nervos que controlam os músculos da cabeça e do pescoço.

A junção de todos esses membros do corpo leva à rápida expulsão de ar, chamada universalmente de espirro, em que há um aumento da pressão no interior dessas regiões com as cordas vocais fechadas.

O que acontece se segurar o espirro?

Quando você prende um espirro, impedindo que ele saia e interrompendo todo esse processo natural já organizado pelo seu corpo, a pressão no seu ouvido, nariz e garganta aumentam desproporcionalmente, o que não é recomendado.

Por que não pode segurar o espirro?

Segurar espirro não faz bem, pois caso o indivíduo tenha uma condição em que suas veias e artérias sejam mais frágeis, como malformações ou aneurismas, pode levar a uma ruptura dos vasos sanguíneos dessa área e causar, em casos mais graves, até mesmo um acidente vascular cerebral (AVC) ou hemorragia ocular.

Algumas consequências mais leves e comuns são: dores de cabeça, alterações na orelha média, na retina e no nervo óptico.

Como espirrar da maneira certa?

Você pode espirrar naturalmente, o cuidado está no que fazer quando o ar já tiver saído. É sempre recomendado carregar um lenço de papel descartável consigo para tapar a boca e o nariz, isso porque o papel serve de filtro para evitar a disseminação do possível vírus no ambiente.

Se você não tiver um lenço descartável por perto, a melhor opção é usar o antebraço como escudo, visto que é um local que geralmente não usamos para tocar pessoas e objetos.

O que realmente não se deve fazer é usar a mão cobrindo a boca e o nariz, já que são as partes mais fáceis de disseminar o vírus, a fim de que seja evitada a propagação das gotículas contaminadas.

Como parar de espirrar?

A questão é que não existe nenhuma forma cientificamente comprovada que seja efetiva para parar o espirro. Entretanto, existem medicamentos disponíveis que podem ajudar a controlar tal reação, como descongestionantes ou esteróides nasais tópicos, que devem ser recomendados por um otorrino, principalmente para pacientes alérgicos.

Qual é a força de um espirro?

A força de um espirro é maior do que muitos imaginam, visto que a velocidade com a qual o ar é expelido pode chegar a até 160 km/h.

Espirro é um sintoma de Covid?

Muitas pessoas se perguntam se espirro tem alguma relação com o Covid, mas de acordo com a Direção-Geral de Saúde (DGS) e a Organização Mundial de Saúde (OMS), os sintomas principais quando se trata da Covid-19 são: febre, dor ou dificuldade ao respirar e tosse seca persistente.

Como é possível perceber, espirro não está entre essas opções. Os especialistas afirmam que espirrar não é considerado um sintoma de infecção, assim como corrimento nasal, dor no rosto, ardor nos olhos e outros mais. Esses são sinais comuns de algum tipo de alergia ou constipação.

O que fazer quando espirro e meu ouvido dói?

Se seu ouvido dói, fica com a sensação de estar tampado ou persiste em ter algum sintoma incomum, procure um médico de confiança para realizar uma avaliação otorrinolaringológica.

Essa área é bastante sensível e, por isso, a depender do seu incômodo, é preciso fazer uma avaliação do nariz, ouvido e tuba auditiva com o objetivo de analisar as causas da sua queixa e definir os possíveis tratamentos.

Onde encontrar médicos especialistas em espirro e elementos semelhantes?

A Otorrino Paulista é uma clínica que possui profissionais extremamente qualificados e humanizados na área de otorrinopediatria, otorrinolaringológica em geral, endocrinologia, cardiologia, bucomaxilo e clínica médica, preparados para ajudar com o melhor time de especialistas e cirurgiões otorrinos que trabalham desde cirurgias estéticas até funções relacionadas à otorrinolaringologia. A clínica também aderiu à telemedicina, oferecendo consultas on-line.

Agora que você já sabe porque não pode segurar o espirro e que é mito que espirro é sintoma de Covid, marque sua consulta na Otorrino Paulista. Assim, será feita uma avaliação do seu caso, seja devido a um constância de espirro ou qualquer outro incômodo otorrinolaringológico. Saiba mais acessando o site.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Como posso te ajudar
Send via WhatsApp