5 doenças causadas pelas mudanças climáticas

As alterações no clima podem afetar diretamente a nossa saúde, principalmente se sofremos com doenças respiratórias. Você sabe o que são mudanças climáticas e quais doenças elas podem causar? Conheça mais sobre o assunto, incluindo os seus sintomas e os possíveis tratamentos para as doenças.

O que são as mudanças climáticas?

As mudanças climáticas são alterações na temperatura e no clima tradicional de certa região, sendo que essas transformações acontecem a longo prazo e geram modificações bruscas. Desde a revolução industrial, que aconteceu em 1800, as atividades humanas são as principais causadoras das mudanças climáticas.

Isso porque a queima de combustíveis fósseis aumenta a emissão de gases do efeito estufa, como o metano e o dióxido de carbono, que retêm a energia solar e aumentam a temperatura. O desmatamento de áreas verdes e o descarte incorreto de rejeitos, também impulsionam as mudanças climáticas.

Atualmente, as alterações mais comuns na temperatura e no clima são a falta de água, as secas intensas, o derretimento das calotas polares, o aumento do nível do mar, o aumento de incêndios e a ocorrência de tempestades devastadoras.

Por que as mudanças climáticas influenciam na nossa saúde?

As mudanças climáticas podem afetar a saúde da população de diversas formas. Eventos climáticos extremos, como deslizamentos e inundações, segurança alimentar e variação nos habitats de vetores de doenças são alguns tipos de exposições que afetam diretamente o nosso bem estar.

De qualquer forma, as mudanças que mais impactam a saúde são aquelas relacionadas a temperaturas extremas e diminuição da qualidade do ar e da água. Essas exposições são as responsáveis por agravar as doenças respiratórias, que podem ser chamadas de doenças do frio ou doenças do calor e são cada vez mais comuns.

Quando o tempo se torna frio e seco, por exemplo, é comum o surgimento ou a intensificação de gripes e resfriados, alergias, amigdalite, pneumonia, asma, otite, bronquite, sinusite, entre outras.

5 doenças mais causadas pelas mudanças climáticas

Quer saber um pouco mais sobre as principais doenças causadas pelas alterações climáticas? Veja, agora, quais são elas, os seus sintomas e seus possíveis tratamentos.

1. Gripe

A gripe é uma doença causada pelo vírus Influenza, afetando diretamente o trato respiratório. Ela dura, em média, uma semana, podendo chegar a até 10 dias em casos graves.

Essa doença é mais comum em épocas frias do ano, como no outono e no inverno, já que o vírus circula em locais com alta concentração de pessoas. Com as mudanças climáticas e as temperaturas extremas, é cada vez mais comum o aparecimento da gripe.

Como forma de prevenção, é recomendado evitar locais fechados com muitas pessoas, tomar a vacina distribuída nos postos de saúde e lavar bem as mãos e o nariz. Além disso, busque ajuda médica caso os sintomas persistirem ou se intensificarem.

Sintomas

Os sintomas da gripe são:

  • Febre alta;
  • Dores no corpo;
  • Cansaço excessivo;
  • Calafrios;
  • Dor de cabeça e dor de garganta;
  • Tosses, espirros e secreção nasal;
  • Perda de apetite.

Tratamento

Além do repouso e da hidratação, o tratamento geralmente é feito com analgésicos e antitérmicos, os quais atuam sobre alguns sintomas e aliviam as dores e a febre.

2. Pneumonia

A pneumonia consiste na inflamação severa dos pulmões, enchendo-os de líquido. Essa doença pode ser causada por vírus, bactérias, fungos ou até mesmo por substâncias químicas. Com as mudanças climáticas e as mudanças bruscas de temperatura, a imunidade da população cai e os agentes se reproduzem. A pneumonia é a principal razão de morte por doenças infecciosas em todo o mundo.

Como forma de prevenção, recomenda-se higienizar as mãos, tomar a vacina contra os agentes infecciosos e evitar o fumo e as aglomerações. Os sintomas podem variar em crianças e idosos. Por isso, é preciso uma avaliação médica e exames, como radiografia e tomografia, para confirmar o diagnóstico.

Sintomas

Os sintomas dessa doença são:

  • Febre alta;
  • Dores no peito;
  • Dificuldade para respirar;
  • Calafrios;
  • Tosse (seca, com catarro ou com sangue);
  • Fraqueza;
  • Falta de apetite;
  • Náusea e vômitos.

Tratamento

Quando a pneumonia é bacteriana, o tratamento é feito por meio de antibióticos indicados pelo médico especialista. Se a causa for um fungo, os antifúngicos podem ser usados. Anti-inflamatórios e fisioterapia respiratória são outras opções de tratamento.

Como forma de acelerar a recuperação, o profissional pode indicar alimentos que aumentam a imunidade e formas de manter as vias aéreas desobstruídas.

3. Otite

Ela consiste na inflamação ou infecção do ouvido médio e pode ser causada por bactérias ou vírus que provocam outras doenças, como gripes, resfriados e infecções na garganta. A otite é muito comum em crianças, principalmente quando nos encontramos em estações frias.

A doença dura apenas alguns dias, mas complicações como perda parcial da audição e fluídos insistentes no ouvido, podem surgir caso a otite tenha sido mal acompanhada ou tratada.

Sintomas

Os sintomas são:

  • Febre;
  • Secreções no ouvido (cera ou sangue);
  • Congestão ou secreção nasal;
  • Dor e coceira no ouvido;
  • Diminuição da audição;
  • Dor de cabeça;
  • Tontura;
  • Perda de apetite.

Tratamento

O tratamento depende dos sintomas apresentados e da idade do paciente.

Geralmente, ele é feito com anti-inflamatórios, antibióticos ou antifúngicos aplicados diretamente no ouvido, dependendo de cada caso. A timpanotomia, retirada de líquido acumulado no tímpano, também pode ser feita.

4. Amigdalite

As mudanças climáticas, principalmente de temperatura, também podem ocasionar a amigdalite, uma doença que é causada por vírus e bactérias e se caracteriza pela inflamação das amígdalas.

O clima seco resseca as mucosas, diminui a resistência das amídalas e favorece o surgimento dos agentes infecciosos.

Ela pode ser transmitida pelas gotas lançadas no ato de tossir e espirrar, ou a partir do compartilhamento de objetos como copos. Se for devidamente tratada, a doença dura, em média, quatro dias. Os quadros mais comuns podem regredir espontaneamente.

Sintomas

Os sintomas da doença são:

  • Mau hálito;
  • Febre;
  • Dor de garganta (principalmente ao engolir);
  • Gânglios linfáticos inchados;
  • Manchas de pus nas amígdalas;
  • Dor no ouvido.

Tratamento

Ele é feito basicamente por meio de medicamentos, como anti-inflamatórios ou antibióticos, dependendo do tipo de amigdalite. Se ela for crônica, por exemplo, o médico pode recomendar a cirurgia, evitando que o paciente tenha a doença várias vezes ao ano.

5. Bronquite

A bronquite geralmente é causada por vírus e se caracteriza pela inflamação dos brônquios, a qual prejudica a ventilação dos pulmões. O paciente com essa doença tem acúmulo de secreção nas vias respiratórias, já que o muco não é mais eliminado. 

Ela pode ser dividida em bronquite aguda ou crônica. A aguda dura até duas semanas, enquanto a crônica se manifesta por meses durante pelo menos dois anos seguidos.

Apesar da bronquite, na maioria das vezes, ser causada por vírus, essa não é a única possibilidade. Infecção bacteriana, poluentes ambientais e químicos e o cigarro são fatores que podem causar a doença.

Sintomas

Confira, abaixo, quais são os sintomas:

  • Tosse com muco;
  • Chiado no peito;
  • Falta de ar;
  • Dificuldade para respirar;
  • Febre;
  • Fadiga.

Tratamento

O tratamento vai depender do tipo de bronquite, mas geralmente podem ser utilizados anti-inflamatórios, antibióticos, vaporizadores e analgésicos. A bronquite aguda, por exemplo, resolve-se espontaneamente. Além disso, o tratamento também consiste em eliminar aquilo que causa danos e irritação aos pulmões, como o hábito de fumar e a falta de ingestão de água.

Neste artigo, apresentamos algumas das principais doenças causadas pelas mudanças climáticas, seus sintomas e possíveis tratamentos. Vale lembrar que alguns desses sinais podem variar de acordo com o paciente ou com o tipo específico da doença. Por isso, é fundamental procurar ajuda profissional para um diagnóstico preciso.

Para isso, você pode contar com a Otorrino Paulista. Localizada na Avenida Paulista, em São Paulo, ela é um consultório de especialidade médica voltado para a otorrinolaringologia, a otorrinopediatria, a endocrinologia, a bucomaxilofacial, a cardiologia e clínica médica. A Otorrino Paulista tem estrutura moderna, equipe capacitada e o atendimento humanizado que você precisa.

Apenas com os profissionais especializados presentes na Otorrino Paulista, é possível diagnosticar as doenças respiratórias causadas pelas mudanças climáticas atuais e ter o melhor tratamento possível. E, então, gostou deste artigo? Se quer ter acesso a mais conteúdos interessantes como esse, assine já o nosso newsletter!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Como posso te ajudar
Enviar WhatsApp