Otorreia: conheça esse problema que pode afetar sua audição

Qualquer problema relacionado ao ouvido, já é motivo de preocupação total, sendo assim, é comum que as pessoas fiquem com alergia, devido ao aparecimento de qualquer sintoma, que possa significar uma possível doença ou complicação na orelha. Quando se trata de otorreia, é comum que esse desespero aumente ainda mais.

Entretanto, apesar de em um primeiro momento, a otorreia parecer motivo para desespero, ao realizar o tratamento correto, o problema pode ser resolvido rapidamente, sem deixar nenhuma sequela. Nesse sentido, o importante é sempre deixar a saúde de seus ouvidos nas mãos de médicos especialistas em otorrinolaringologistas, pois eles serão capazes de indicar as melhores formas de encontrar a cura.

Mesmo não sendo uma situação rara, principalmente em crianças, muitas pessoas ainda não sabem o que significa otorreia e, consequentemente, não conseguem fazer a prevenção adequada, para que esse problema não venha a acontecer ou não se torne algo recorrente e costumeiro.

Assim, mesmo que a otorreia seja algo comum, em alguns casos é importante estar de olho e ter atenção redobrada, pois pode significar problemas de saúde mais graves, que podem causar algum dano mais sério à saúde dos ouvidos.

O que é otorreia?

O nome “otorreia” pode assustar, pois, para algumas pessoas, esse nome soa como uma doença muito complicada e difícil de ser tratada. Na verdade, esse pensamento não tem muito a ver com o que é a otorreia.

Primeiramente, otorreia não é uma doença especificamente, pois ela se trata de uma situação  caracterizada pelo aparecimento de secreção no ouvido. Devido a isso, ela precisa ser muito bem analisada, a fim de que a causa seja descoberta e, dessa maneira, o médico possa encaminhar o paciente a um tratamento adequado.

Nesse sentido, a otorreia, dependendo de suas causas, pode ser uma situação rápida e sem muita gravidade, como, também, pode ser um caso grave que precisa de maior cuidado. Portanto, a única maneira de saber essa informação é marcar uma consulta com um médico especialista.

Essa secreção pode ter várias características: ela pode ser mais líquida, mais consistente e apresentar cores diferentes (o comum é algo entre amarelo e verde). Entretanto, caso apareça sangue, pode não ser um caso de otorreia e sim de otorragia.

Esses aspectos que diferenciam as secreções, podem ser um grande aliado na hora de fazer o diagnóstico da causa e avaliar a gravidade da situação.

Quais são as principais causas da otorreia?

Como já mencionado anteriormente, a otorreia tem várias causas e pode ter vários tipos de gravidade. A secreção que tipifica essa situação pode ser derivada tanto do ouvido médio quanto do ouvido externo, e em todos os casos ela deve ser tratada para que não ocorra nada mais grave, como a perda parcial ou total da audição.

Além das infecções, as otites são causas bastante comuns da otorreia, podendo ser média aguda, crônica ou externa. A perfuração do tímpano, causado, principalmente, pela higienização incorreta do ouvido, é também uma das causas que podem gerar secreção. Uma outra causa para a otorreia é a colesteatoma, que se trata de um crescimento disfuncional de um tecido do ouvido.

A otorreia também pode ter uma origem cerebral. Esse é um exemplo de um caso muito grave, uma vez que essa é uma situação que ocorre após algum tipo de traumatismo craniano e, nesse sentido, suas consequências podem girar em torno não só de problemas auditivos, como também de problemas cerebrais.

Além do traumatismo craniano, entre as causas da otorreia, que apresentam teor mais grave, é possível citar, também, o câncer do canal auditivo.

Alguns sinais exigem uma atenção redobrada

Apesar de ser relativamente comum a otorreia ser acompanhada de algum tipo de dor de ouvido e da presença de quadros de desequilíbrio no paciente, uma vez que a orelha é responsável por garantir o nosso equilíbrio, existem alguns outros sinais que devem ser melhor observados, pois podem ser sintomas de problemas mais graves.

Dessa forma, se for observado a presença de febre alta, constantemente, é importante correr para um otorrinolaringologista. Se for notado casos de otorreia, após alguma pancada na cabeça, é possível que tenha acontecido traumatismo craniano, assim, é necessário que a pessoa vá ao médico com urgência.

Além desses já mencionados, é ideal verificar se a ocorrência da otorreia está relacionada com o aparecimento ou a incidência maior de diabetes. Também é preciso fazer a verificação das orelhas, constantemente, para identificar se elas, assim como a região em volta delas, estão muito vermelhas. É bom ficar atento a isso, pois pode ser um sinal de maior gravidade.

Na dúvida, não deixe de consultar um médico especializado em otorrinolaringologia, pois só ele poderá dizer, com certeza, se o caso apresentado é ou não grave, portanto precisa de uma maior atenção, ou se é uma situação comum, que pode ser tratada facilmente.

Tratamento de otorreia

Como a otorreia não é uma doença, mas sim uma situação de saída de secreção dos ouvidos, ela não tem um tratamento específico. Nesse sentido, durante as consultas, o médico irá avaliar as causas delas para identificar se a otorreia é um sintoma de alguma outra doença e, se esse for o caso, o paciente poderá ser encaminhado para o tratamento das duas doenças.

Se esse não for o caso, o médico irá avaliar quais são as causas e prescrever remédios anti-inflamatórios e antibióticos em situações de infecções. Caso for necessário, ele poderá  realizar alguma cirurgia que conserte a perfuração do tímpano ou solucione a situação de colesteatoma.

Para todos os efeitos, o mais importante é sempre estar nas mãos de profissionais qualificados, os quais você pode sempre confiar a saúde de seus ouvidos. Esses profissionais estão na Otorrino Paulista, uma clínica especializada em otorrinolaringologista que conta com uma equipe incrível de médicos preparados para te atender.

Se você apresentar algum quadro de otorreia ou qualquer outro problema nas orelhas, nariz ou garganta, não deixe de conhecer os serviços da Otorrino Paulista e garanta tratamentos eficientes em uma clínica muito bem equipada.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Como posso te ajudar
Enviar WhatsApp